Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Todos Somos Iguais


" Todos somos iguais. 

Você pensa que os outros não têm o seu defeito,

as suas limitações, as suas dificuldades. 

Isso o oprime. 

Raciocine, porém, claramente. 

Você tem idéia do que o futuro a eles reserva? 

Compreenda. 

Deus, justo, não faria um melhor que outro. 

Não inveje.

Espere com paciência. 

Boas mudanças sobrevêm a você. 

Tomar consciência da justiça diviva é 

se preparar para as boas novas do amanhã. '


*

Lourival Lopes

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Auto Aceitação

Auto aceitação 


Um elemento imprescindível para a felicidade do ser humano é a auto aceitação. Isto pressupõe que você não renega a si mesmo, ainda que reconheça em si alguma imperfeição. 

Pessoas excessivamente cobradas na infância, cujos pais exigentes os comparavam a outros, sempre procurando demonstrar que eram inferiores, seguirão ao longo da vida com o sentimento de inadequação e de insuficiência. 

A cobrança exagerada os leva a exigir de si próprios a obrigação de fazer sempre mais, para alcançar o reconhecimento do mundo. Enquanto não formos capazes de aceitar que dificilmente poderemos ter sucesso o tempo todo e agradar a todos ao mesmo tempo, a ideia de inferioridade nos perseguirá como uma sombra. 

É essencial que possamos reconhecer nossas limitações e queiramos superá-las. Mas, ao mesmo tempo, é importante entender que algumas delas são impossíveis de serem vencidas, simplesmente porque são parte integrante de nossa natureza. 

Cada ser humano nasce dotado de talentos e habilidades para determinadas ações e isto difere enormemente de uma pessoa para outra. O que não significa ser necessariamente superior ou inferior. 

Comparar-se é o que de pior se pode fazer. Pois, na comparação, deixamos de levar em conta que cada um constitui uma expressão única do divino. Aceitar nossa natureza essencial e ser capaz de reconhecer, tranquilamente, nossos pontos fortes, bem como as nossas debilidades, é a melhor maneira de nos ajustarmos ao mundo, sem depender de ser aplaudido por ele, o tempo todo. 


"...O eu idealizado é um tirano cruel que não admite erros. Você tem que ser o melhor entre os melhores, a pedra mais preciosa. Então, você se coloca em um movimento compulsivo de fazer, e está sempre se cobrando, se punindo e exigindo de si mesmo. Isso não permite que você relaxe para perceber que você já é um diamante - você já é a pedra mais preciosa, e é justamente essa compulsão de provar algo para o mundo que o impede de manifestar seu brilho" - Sri Prem Baba


Texto de :: Elisabeth Cavalcante ::