Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Os fantasmas dentro de nós


Quando criança, 
o medo que assombrava era o de 
perder-me de meus pais ou perdê-los.

Quando cresci, 
continuei sentindo o medo de perdê-los por amá-los tanto. 
Até o dia que, nesta vida, houve a partida de meu pai.

Então, com os anos, 
alguns familiares e amigos fizeram a travessia.

Quando casei e engravidei, 
passei a ter medo de perder minha filha.

Não é um medo que me freia, 
que me deixa em depressão ou zelo obsessivo.

Apenas o sentimento chamado amor 
que une na alma e na carne
todos entes queridos, presentes de Deus.

Estes sentimentos, que parecem negativos,
assombram como fantasmas, 
mas estimulam a proteção.

Sendo assim, 
a vida é como a folha que cai ou voa,
nuvens que se juntam ou separam, 
as correntes dos rios que vazam.
Os ciclos se cumprem.
É preciso cuidar e amar as pessoas,
"como se não houvesse amanhã".


(por Sissym)

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Rio de Janeiro: o bom é ser Carioca

Eu estava saindo para almoçar.

Prestes a atravessar a Avenida Ataulfo de Paiva 
com o Jardim  de Alah, parei de imediato!

Observem as fotografias: 




Está difícil, concordam ?!?!?!