Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

terça-feira, 26 de julho de 2011

Analfabetos do Céu




Numa escola de ensino fundamental, uma menina de 7 anos fez um desenho de uma paisagem com tintas coloridas. Era a tarefa do dia na aula. Pintar um lugar onde eles gostariam de estar. A menina se esmerou com a palheta de cores, e produziu, empolgada, sua obra de arte. Ansiosa, levantou-se da cadeira e foi mostrar à professora.

Ao ver a pintura, a educadora notou algo estranho já de súbito. Disse baixinho um “muito bem”, para incentivar a criança, fez um carinho e pegou o desenho em mãos.

Os trabalhinhos seriam expostos no outro dia no mural da escola.

No intervalo para o lanche, a professora não se conteve, pegou o desenho e foi mostrar às outras que se encontravam na secretaria da escola. Ela queria uma opinião sobre aquilo. Algumas delas eram mais entendidas em psicologia infantil, e quem sabe poderiam ajudá-la a decifrar o que estava pintado ali.

“O que será que ela quis dizer com isso? Isso deve estar mostrando algum sentimento, algo que ela tem guardado. O que será?”

As amigas de profissão não souberam dizer. Algumas disseram que não era nada, que não deveria se preocupar. Mas ela estava “encafifada”, se poderia dizer.

Voltou à sala de aula, e resolveu que, ao final do período, iria conversar com a menina e perguntar a ela o que significava. Chamou-a então, com discrição, à sua mesa e perguntou, com a pintura na mão:

Querida, você pode explicar algo para a tia ?” – A criança acenou com a cabeça.

Se o céu é azul, por que você desenhou um ?” - Perguntou novamente a professora.

Mas o céu não é azul, tia !” – Respondeu ela, com educação.

Quem diz que o céu é azul é analfabeto de céu! Ontem, no final da tarde, o céu atrás de minha casa estava assim, rosa. Esses dias vi um céu laranja! À noite ele é sempre preto, ou azul escuro, mas de dia ele pode ser cinza claro, cinza escuro, vermelho... Sabe... Uma vez vi uma tempestade tão grande no céu, que ela chegou a pintar o céu de verde! Não é todo mundo que acredita, mas eu vi, era verde.”

A menina fez um verdadeiro discurso sobre as cores do céu, deixando boquiaberta a professora desatenta. Ela nunca havia parado para pensar nisso. Aceitou tão facilmente a verdade, o clichê de que o céu é azul, que acabou esquecendo a variedade de cores possíveis no zimbório terreno. Percebeu então como as crianças têm uma sensibilidade admirável, e que muito tinha a aprender com elas. Com certeza, na próxima vez, antes de achar que possa existir algum problema numa criança, iria se analisar, para perceber se não era sua sensibilidade que precisava de escola.

* * *

Toda criança é especial, e merece ser tratada como tal. Da mesma forma como nem sempre o céu é azul, cada criança tem suas particularidades, e os educadores precisam estar atentos a elas. Não se pode usar uma mesma fórmula, um mesmo padrão de ensino ou educação no lar, para todas as crianças. Faz-se necessário ajustes, adequações, atenções individualizadas.


Todo céu é belo, mesmo sendo amarelo, rosa, vermelho ou negro.


Redação do M. E.

Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails Related Posts with Thumbnails

22 comentários:

  1. Olá minha querida amiga Sissym!!!
    Maravilhosa mensagem minha amiga, ótima para reflexão!!!
    Toda criança é um ser especial, temos muito que aprende com elas.
    Parabéns pela excelente postagem, adorei minha amiga!!!
    Tenha um maravilhoso dia!!!
    Beijos e muita paz!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá Sissy,

    Lindo mensagem.. perdemos os detalhes quando apenas aceitamos os clichês...

    Abraço

    ResponderExcluir
  3. @Dú Pirollo: Eduardo, às vezes os adultos esquecem que foram crianças e não ouvem o que elas tem a dizer, a acrescentar.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. @Geraldo: Isso mesmo, Geraldo.
    Muito boa a sua observação.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Realmente as crianças nos ensinam que não temos a sensibilidade necessária para contemplar a natureza e as coisas simples do nosso cotidiano
    Já tive uma experiência parecida

    ResponderExcluir
  6. @jotapeh9907: Querido amigo, acho que vai adorar ver este video no Youtube. Pensei em como os animais se assemelham com os humanos. Existe tanta candura, mas precisamos querer ver. Assim como as crianças.

    http://youtu.be/SkY03n0_sD8

    ResponderExcluir
  7. O essencial é invisível aos olhos...
    Quem disse isso? rsrsrs
    Lindo!
    Beijo querida.

    ResponderExcluir
  8. Marisa Ribeiro Tamashiro (casamentobasico.blogspot.com)
    comentou 12 minutos atrás
    OI Sissym.
    Isso me fez parar um minuto para refletir sobre tudo o que vejo.
    Acho que a correria da vida, dos anos que passam, das cobranças cada vez maiores nos fazem esquecer de observar detalhes tão particulares ao nosso redor.
    Adultos são assim, muito ocupados para tentar ver algo além daquilo que materializaram em sua mente.
    Sim, deveriamos ouvir nossas crianças e tentar ser um pouco como elas, pelo menos por 5 minutos de cada dia de nossas vidas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. @Beth Muniz: Por incrível que pareça, Beth, eu lembrei muito deste livro enquanto escrevia e depois relia o que coloquei neste post. Acertou onde foi parar o meu pensamento! Beijos

    ResponderExcluir
  10. Sissym

    O que uma criança pensa, imagina e faz, é a coisa mais certa para a idade dela.
    Lembro que minha filha com 3 anos quando brincava na sala de casa com uma caixa de papelão enorme, eu ficava olhando-a conversar, conversar e falar isto e aquilo, e um belo dia eu lhe perguntei.
    Com quem você tanto fala quando brinca la na sala?
    Ela me respondeu: São meus amigos que vem todos os dias me visitar e brincar comigo.
    Nunca mais a questionei e nem me questionei também, simplesmente agradeci a DEUS esta felicidade que minha filha estava vivendo, pois era filha unica e não tinha amigas para brincar.
    Parabéns pela matéria.
    Desculpe-me mais é a primeira vez que me abro assim, porque tem pessoas que não acreditam e é meio complicado.
    João Bosco

    ResponderExcluir
  11. Oi Sissym,

    Este texto me fez lembrar do meu sobrinho de 4 anos que por estes dias aproximando se das férias a professora pediu que eles desenhasse como dever o que eles queriam fazer nas férias,ele desenhou um risco, um circulo,dois círculos com traços puxados na lateral e embaixo.bem coloridos,e perguntou se ficou lindo, eu disse que sim ,ai sem que eu perguntasse ele disse, que havia desenhado um anzol(linha), o peixe(circulo), ele e o avô(os 2 círculos com os traços),(risos), ninguém entenderia, mas ele planejou as férias dele.Portanto eles são especiais e com imaginações que superam a de nós adultos.

    Beijos,

    ResponderExcluir
  12. Linda sissym!
    Que post maravilhosos!
    Nós adultos acreditamos que sabemos tudo sobre a vida, mas os melhores professores são as crianças.
    Elas tem a pureza e simplicidade que perdemos ao longo dos anos.
    Parabéns pelo tema.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. @Cecilia sfalsin: Que fofinho! Imagine só ter feito, como vc disse, um planejamento de férias! Adoro a imaginação deles!

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. @João Bosco Guimaraes Mafra: João, eu tive muito amiguinhos imaginários, especialmente uma boneca que jurava conversar comigo... que bom que meus pais nunca acharam estranho.. Acho que aprendi com meu pai, principalmente ele, ser gaiata com minha filha. Adoro ver os olhinhos dela quando eu entro na dela!

    beijos

    ResponderExcluir
  15. Deka Aquino (www.choramingosechorumelas.blogspot.com)
    comentou 20 horas atrás
    Olá Sissym, lindo texto, nos faz refletir e pensar se somos mais um que vemos apenas o azul do céu, as crianças realmente enxergam mais do que imaginamos , e podemos aprender a ver da mesma maneira, basta escutarmos estes pequenos admiradores do mundo, adorei, parabéns, bjs e flores. Deka

    ResponderExcluir
  16. @Flora Pires: Flora, eu adoro ouvir as vozes das crianças, para mim é como um canto de passaros. E tenho vontade de chorar junto quando elas choram.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. ...fosse ela minha filha no dia seguinte estava a estudar em outra escola.
    Grrrrr para essa "tia"!Fique furiosa hahaha...

    Sissym,
    Esse é problema dos Clichês . Deixam as pessoas preguiçosas . Com preguiça para pensar, corriqueiras , previsíveis. Isso é muito chato!
    Tadinha dessas criancinhas...
    bjs !

    ResponderExcluir
  18. Quantos professores estão precisando por a sua sensibilidade na escola. Saber que o mundo tem matizes e pessoas diferentes é tão complicado que na maioria das vezes o ser humano se torna nazista em suas idéias seguindo o mesmo modelo para cada um e quando alguém foge ao esteriótipo excluem. Somos diferentes e nossas diferenças devem ser respeitadas. Parabéns pela sensibilidade.!

    ResponderExcluir
  19. @Eninha Campos: Pois é previsiveis, sem se permitirem ver com maior suavidade o que é simples.

    Bjs

    ResponderExcluir
  20. @FLOR DO LÁCIO: A minha filha teve uma professora tenebrosa na escola, um ano que ela precisava demais que houvesse um pouco mais de acolhimento na escola. A escola é fundamental para toda criança ter o seu tempo, momento, palavras e ação. Além, claro, da aprendizagem.

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Graças a Deus, as criaanças não são bitoladas por pre-conceitos! Não importa a característica do que se pinta ou imagina, mas sim onde queremos chegar com isso. Como diz o ditado, "o Diabo mora nos detalhes!".

    Imagem é nada, sede é tudo!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  22. @ebraelshaddai: Adoro seus comentarios! Sem rodeios! beijos

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada