Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Em 2011: Vamos Pacificar

Ouçam a belíssima música com Daniel Figueiredo (www.musicalnationproject.com):









Pacificar

Em 2011, e em todos os anos da nossa vida,
é dever de cada um lutar para:

Pacificar o espírito, desarmar a alma,
e estar pronto para um recomeço,
para uma nova jornada.

Missão de todos os dias,
pois cada dia é uma nova história,
nem sempre escrita pelas suas mãos,
mas, sempre sob a sua direção.

Pacificar os sonhos,
democratizar a alegria,
para que ela se espalhe e seja tão sua quanto minha.
Minha alma ainda é pequena, mas não cabe em si mesma,
de contentamento e gozo quando estou amando.
Por isso, proponho um brinde ao amor,
a insólita alegria provocada pelo amor,
que embriaga sem álcool,
que embala sem música,
que faz ninar sem canção de mãe.

Pacificar os sentimentos,
deliciar-se com a vida,
fazer deste dia um convite para que a felicidade se instale,
com malas e roupas, com jeito definitivo,
já que a felicidade não é eterna,
que seja sempre a primeira emoção de cada dia,
porque você nasceu para brilhar e ser feliz.

Paulo Roberto Gaefke

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

A verdade nua e crua da cultura brasileira

"- Sabe isso que é maravilhoso aqui no Brasil, dependendo do preço,
pra tudo a gente dá um jeitinho! - diz o técnico"


Eu não sou fã de novelas. Eu acho que ensinam o que não devem. Em contrapartida, também mostram como a vida é de fato. Infelizmente, as composições de núcleos familiares estão continuamente se dissolvendo; existe traição em todas as situações possíveis - amor, trabalho, justiça; matam por assalto, por ódio, por inveja, por intriga, por sei lá o que mais; é um tal de favorzinho aqui e ali, que por qualquer trocadinho vendem-se até a alma!

Então, ontem, na novela Passione, apareceu uma conversa entre o vilão Fred, presidente da metalúrgica, e o responsável pela perícia no elevador onde a secretária Myrna sofreu o acidente e morreu.

No vídeo, em anexo, prestem atenção no final ( 2:14 minutos ) o que o técnico diz! Parece piada, só que a maioria que ouvir isso vai lembrar de casos e mais casos. Quem já não sofreu por causa de corrupção neste país ?! Isso é um problema cultural e imoral (aquele que desconhece os princípios morais).

Será que um dia este país vai crescer de verdade?! O que será que precisa mudar primeiro?!






Ser imoral não vale a pena, porque diminui,
aos olhos dos outros, a vossa personalidade, ou a banaliza.
Ser imoral dentro de si, cercada do máximo respeito alheio.
Fernando Pessoa

domingo, 26 de dezembro de 2010

Diogo Mainardi: no kitchenette existencial

Tem gente que o idolatra e outros que o repudiam. Adoro ler também as páginas das cartas dos leitores, especialmente na semana seguinte quando ele escreveu algo mais desafiador.

Eu também sou uma leitora de trás para frente. Eu pego a Veja e vou logo procurá-lo. Contudo, eu vou precisar visitar algumas pistas de kart ou num corredor enorme, com portas sem fim, de inúmeros kitchenettes culturais.


"Meu Adeus Como Colunista": (clique aqui)

Se eu pudesse lhe diria que algumas vezes precisamos nos retirar de cena, no caso dele, causará sensação. Mesmo num pequeno espaço haverá uma janela e o morador poderá se surpreender com uma vista que outros nunca vislumbrarão.

Já estive frente-a-frente com este meu ídolo das palavras - incrível crítico da sociedade brasileira e das tendências políticas - foi no 2° andar do Shopping da Gávea, num "kid's place" onde tanto eu quanto ele deixamos nossos filhos brincando. Eu lembro que ele me olhou - deve ter me reconhecido! Sua leitora! Como sou tímida, só retribui o olhar!



Eu até encontrei o Arlecchino, o Pantalone e a Colombina, mas... por favor, como é mesmo que se chama a mulher ?! Eu penso que, do que eu e outras Marias da Penha precisamos urgentemente, provavelmente esta pessoa nada vai modificar.... a cultura do país se baseia em tomar vantagens e prestar favores.



Enquanto aguardo a nova fase de artigos mensais, eu vou aproveitar para reler Carnavais, Malandros e Heróis (Roberto DaMatta), parando algumas vezes para deixar o olhar vago através da janela do meu kitchenette existencial. Afinal os meus leitores também sabem dos desafios de minha vida, eu sempre preciso respirar e recomeçar a cada nova manhã.


sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Laura, o Natal e o Blog da Mamãe

Laura fez um desenho para cada blog, assim eu posso tê-la mais perto...

A melhor mensagem de natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.
(autor desconhecido)



domingo, 19 de dezembro de 2010

Fenix - Mulheres que Renascem

"A crença na ave lendária que renasce das próprias cinzas existiu em vários povos da antiguidade como gregos, egípcios e chineses. Em todas as mitologias o significado é preservado: a perpetuação, a ressurreição, a esperança que nunca têm fim."


Quando conheci a Jackie e seu fantástico blog: Fenix - Mulheres que Renascem, este título nunca mais me saiu da cabeça. Poucos meses atrás, achei fantástico, ela contou sua história, o motivo de se considerar uma mulher que renasceu e reergueu. Ela atribuiu à vitória, o amor: A Cura de um Vício. Eu aprecio os textos escritos por ela, sempre são inteligentíssimos e atuais. O que ela fez, ao se abrir, foi dizer que todos nós somos vulneráveis, precisamos ter consciência do que está acontecendo conosco e quando superamos, é importante que sejamos um exemplo para quem não acredita que a vitória pode ser alcançada. O amor é o melhor remédio para curar a alma, a estima e resgatar a vida. O amor não precisa ser necessariamente conjugal, porque muitas pessoas se doam em prol de outras. Existem pessoas virtuosas com disposição constante para praticarem o bem e evitarem o mal.

Neste mundo virtual eu fui fazendo novas amizades, algumas mulheres me procuram para confidencializar sobre suas vidas. Elas relatam o que viveram, sobreviveram, perderam, renunciaram e estão na luta para superarem suas dores. Elas são todas Fenix. Precisam ter muita coragem para respirar fundo e recomeçar do nada.

O ano está findando, as mulheres guerreiras deixaram suas pegadas nos caminhos da vida. Que Deus abençoe a todas, que traga a luz para suas vidas, a coragem para continuarem buscando seus direitos. Que vençam, realizem seus sonhos, resgatem a confiança em si.






Fenix - Mulheres que Renascem das Cinzas

São mulheres guerreiras de todas as cores
São mulheres capazes e sempre talentosas
São mulheres que não tem medo e rancores
São mulheres fortes, são sábias e cautelosas

Se eu renasço a cada manhã é por uma razão
É porque eu acredito que a minha vida é bela
Os meus sentimentos sinceros soam a paixão
De rascunhar minha história, sendo a parcela

De contribuição para que as nossas mulheres
Enfrentem com dignidade os seus obstáculos
Ergam suas cabeças, percebam reais valores
Donas de si, do que fazem e seus vernáculos


(por Sissym)

sábado, 18 de dezembro de 2010

Eles viverão um Natal ?!

"- Mestre, qual o mandamento maior da lei?"
Jesus respondeu:
- "Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu espírito; este o maior e o primeiro mandamento. E aqui tendes o segundo, semelhante a esse: - Amarás o teu próximo, como a ti mesmo."
Toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos.
(S. MATEUS, cap. XXII, vv. 34 a 40.)


"Amar o próximo como a si mesmo: fazer pelos outros o que quereríamos que os outros fizessem por nós" - ao meu entender é a expressão mais sincera da caridade, pois resume os deveres do homem para com o próximo ou o seu semelhante.



Eu recebi nesta semana um email que me tocou profundamente, porque é um assunto que venho processando na minha mente todos os anos, nesta época de Natal. Trata-se de uma mensagem que diz ser uma parceria da Unicef e MSN, que ao repassá-la estaremos contribuindo com dinheiro a ser destinado ao combate à fome.


"Por favor, antes de jogar fora a comida que tem no seu prato pense nas pessoas que estão morrendo de fome! Na África, existem crianças morrendo de fome."

Eu não vou repetir o que está no corpo do e-mail, porque tanto eu quanto outros blogueiros temos dúvidas quanto a sua origem.


O que desejo enfatizar é: sentir a realidade a sua volta, não seja indiferente.

Quantos de nós esbanjamos o que salvaria uma criança? Quantos de nós desperdiçamos o que salvaria uma criança? Quantos de nós poderíamos fazer alguma coisa para melhorar a vida de uma criança bem próxima?!

"A vaidade é um elemento tão subtil da alma humana que a encontramos onde menos se espera: ao lado da bondade, da abnegação, da generosidade!" (Ernesto Sábato)

A pobreza é tamanha neste mundo, não precisamos ir até a Africa, ainda existem cidades paupérrimas no Brasil. Tantos seres humanos não tem o que comer nem beber, nem força para dar um abraço e sorrir em nenhuma data festiva.

Apesar de toda a minha dificuldade nesses últimos anos, talvez por isso mesmo, estou cada vez mais envolvida com essas questões, mais seletiva, mais preocupada em fazer algo construtivo e procuro corresponder com ações positivas que estejam ao meu alcance.

Quando Jesus chegou neste mundo, apresentou-se com simplicidade, nasceu numa manjedoura e cresceu com o suficiente para servir. Ele exemplificou na própria vida e em família o que desejava para todos: resiliência às adversidades e valorização por tudo que tinha. Ensinou a importância de dividir, de compartilhar, espaço, comida e pensamentos.

Anualmente vemos nossas crianças sonhando com brinquedos caros. "Papai Noel" acaba satisfazendo seus desejos que as alegram muito ao abrirem seus presentes. Dormem abraçadas com seus brinquedos, não os esquecem na semana subsequente e depois... muitos acabam sendo eternamente esquecidos.

E quanta comida é jogada fora?! Nesta época do ano tudo fica mais caro, os produtos diferenciados são mais caros, como frutas e especiarias. Mesmo assim, o excesso para não faltar, muitas vezes acaba sendo descartado.

Não podemos salvar o mundo todo, mesmo assim, existem pessoas que conseguem fazer a diferença. Enquanto não sabemos qual o papel a desempenhar, oremos, irmãos, pela paz, pela solução, pela não-violência, pelo fim da fome e da miséria.

Que a PAZ esteja com todos!



sábado, 11 de dezembro de 2010

Com o tempo...

Este texto recebi de uma pessoa especial e compartilho:




Com o tempo... Você aprende que estar com alguém, só porque esse alguém lhe oferece um bom futuro, significa que mais cedo ou mais tarde você irá querer voltar ao passado...

Com o tempo... Você se dará conta que casar só porque “está na hora”, é uma clara advertência de que o seu matrimônio será um fracasso...

Com o tempo... Você compreende que só quem é capaz de lhe amar com os seus defeitos, sem pretender mudar-lhe, é que pode lhe dar toda a felicidade que deseja...

Com o tempo... Você se dará conta de que se você está ao lado de uma pessoa só para não ficar sozinho(a), com certeza uma hora vai desejar não voltar a vê-la..

Com o tempo... Você se dará conta de que ter amigos vale mais do que qualquer montante em dinheiro... e entende que os “verdadeiros amigos” se contam nos dedos, e que aquele que não luta para tê-los, mais cedo ou mais tarde se verá rodeado unicamente de amizades falsas...

Com o tempo... Você aprende que as palavras ditas num momento de raiva podem continuar a magoar a quem você disse durante toda a vida...

Com o tempo... Você aprende que desculpar todos o faz, mas perdoar, somente as “almas grandes” conseguem...

Com o tempo... Você compreende que se você feriu muito um amigo, provavelmente a amizade jamais será a mesma...

Com o tempo... Você se dá conta de que cada experiência vivida com cada pessoa é insubstituível e única...

Com o tempo... Você se dá conta de que aquele que humilha ou despreza um ser humano, mais cedo ou mais tarde sofrerá as mesmas humilhações e desprezos, só que multiplicados...

Com o tempo... Você aprende a construir todos os seus caminhos hoje, porque o terreno do amanhã é demasiado incerto para fazer planos...

Com o tempo... Você compreende que apressar as coisas ou forçá-las para que aconteçam, fará com que no final não sejam como você esperava...

Com o tempo... Você se dará conta de que, na realidade, o melhor não era o futuro, mas sim o momento que estava vivendo naquele instante...

Com o tempo... Você aprende que tentar perdoar ou pedir perdão, dizer que ama ou dizer que sente falta, dizer que precisa ou que quer ser... junto de um caixão... deixa de fazer sentido...


Por isso, recorde sempre estas palavras:

O homem torna-se velho muito rápido e sábio demasiado tarde

Exatamente quando: “Já não há tempo


Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio
Salmos 90:12

Sorria e seja feliz! Você merece, e isso, só depende de você!



Eu mereço ser feliz...

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Dia Internacional dos Direitos Humanos

VOCE FAZ A SUA PARTE?









Fontes/Textos Obtidos: Internet/Wikipedia/ONU/Outros

A idéia original da Declaração dos Direitos Humanos é antiga, datada de mais de 300 anos, vinda da Inglaterra quando foram editados direitos de seus cidadãos. Mais tarde, nos Estados Unidos, em 1776, sob influência do Iluminismo, também se produziu uma versão. Mas foram os 17 artigos da Declaration des Droits de L'Homme et du Citoyen que mais influenciaram a redação do documento aprovado na ONU.

Fotografia: Eleanor Roosevelt com a versão espanhola da Declaração Universal dos Direitos Humanos (1949)

A Declaração não tem força legal, porém, serve de base para dois tipos de tratamento dos direitos humanos da ONU, esses obrigatórios: o Tratado Internacional dos Direitos Civis e Políticos e o Tratado Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais. É bastante citada e utilizada em meios acadêmicos e jurídicos. . Especialistas em direito internacional discutem com frequência quais de seus artigos representam o direito consuetudinário* internacional. O documento determina que todos têm direito a vida, a liberdade, a educação, a saúde, a habitação, a propriedade, a participação política e ao lazer.

A ONU (Organização das Nações Unidas) adotou em 10 de dezembro de 1948 a Declaração Universal dos Direitos do Homem. Inspirado pela Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão da Revolução Francesa em 1789, o texto foi essencialmente redigido por John Peters Humphrey e René Cassin. Ele enuncia os direitos fundamentais de todos os indivíduos, notadamente aquele da igualdade ao nascerem. A Declaração Universal foi adotada com 48 votos a favor, nenhum contra e 8 abstenções.


Criação

Abalados pela barbárie da Segunda Guerra Mundial e desejosos de construir um mundo sob novos alicerces ideológicos, os dirigentes das nações que emergiram como potências, lideradas pela União Soviética e EUA estabeleceram na Conferência de Yalta, em 1945, as bases de uma futura paz, definindo áreas de influência das potências e acertado a criação de uma organização multilateral que promovesse negociações sobre conflitos internacionais, objetivando evitar guerras, promover a paz e a democracia e fortalecer os direitos humanos.

Durante a guerra, os aliados adotaram as quatro liberdades: liberdade de livre expressão, de religião, por necessidades e de viver livre do medo. A Carta das Nações Unidas "reafirmou a fé nos direitos humanos, na dignidade, e nos valores humanos das pessoas" e convocou a todos seus estados-membros a promover "respeito universal, e observância do direitos humanos e liberdades fundamentais para todos sem distinção de raça, sexo, língua, ou religião"

Quando as atrocidades cometidas pela Alemanha nazista tornaram-se públicas, o consenso entre a comunidade mundial era que a Carta das Nações Unidas não tinha definido suficientemente os direitos a que se referia. Uma declaração universal que especificasse os direitos individuais era necessária para dar efeito aos direitos humanos. E então, ela foi estabelecida.


Fontes/Textos Obtidos: Internet/Wikipedia/ONU/Outros

Obs.: Direito consuetudinário é o direito que surge dos costumes de uma certa sociedade, não passa por um processo de criação de leis como no Brasil onde o legislativocria leis, emendas constitucionais, medidas provisórias etc. No direito consuetudinário, as leis não precisam necessariamente estar num papel ou serem sancionadas ou promulgadas. Os costumes transformam-se nas leis.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Use os Recursos do Bem

Eu sempre usarei os recursos do bem!





Esqueça o que passou.

Se o que passou volta sempre a sua

imaginação, é porque não passou.

Para que passe, ponha sobre ele a grande pedra

do perdão,se erraram com relação a você.

Se foi você que agiu mal, delibere não proceder

mais assim e esforce-se por reconciliar-se.

A vida de felicidade ou tristeza decorre dos pensamentos.

Não ache que a violência põe fim aos agravos.

Use os recursos do bem.

Veja-se em progresso e festeje as coisas

boas, para que continuem a acontecer.

Mire o que está à frente.

O passado ruim acaba para quem

olha mais para a frente do que para trás.



Lourival Lopes

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Nascer de novo

Esta musica é perfeita para completar o magnífico texto de Leticia Thompson:




E se hoje eu te fizesse um convite para nascer de novo?

E se fosse hoje o dia de recomeçar uma nova vida?

Não pense que você está velho demais, vivido demais, que é tarde demais. Velho não é quem tem muita idade, mas quem pensa velho, quem não quer mudar, quem se acomoda. Quem pensa que nasceu assim e vai morrer assim. Podemos ser velhos com pouca idade, com a alma enrugada.

Às vezes é necessário se despir da velha carcaça e vestir roupa nova.
Se dar novas oportunidades. Uma nova chance.

Isso pode ser tremendamente dolorido. Porém é um alívio imenso quando conseguimos!

Carregamos durante tantos anos nossos conceitos, idéias e preconceitos, que isso se molda ao nosso corpo. E quando precisamos nos liberar, é impossível que uma parte da gente não saia junto. É impossível não doer e não sangrar.

Jesus disse que deveríamos nascer de novo. Mas Ele não acrescentou que seria fácil.

Nascer de novo não quer dizer voltar a ser pequeno, mas voltar a ter a humildade e a simplicidade de uma criança para se ter mais fé, mais confiança, mais coragem. É voltar a acreditar no que o mundo acabou nos roubando com tanto materialismo.

Nascer de novo quer dizer recomeçar, reaprender a andar, vacilante, talvez, no início, mas cada vez mais firme e seguro até que nossas pernas suportem nosso corpo e nos dêm equilíbrio. É cair e se levantar cada vez com paciência e perseverança.

Nascer de novo quer dizer "se dar uma nova chance." Dar um presente a si mesmo. Tentar, pelo menos uma vez na vida, ser realmente feliz.

Tudo isso não é utopia. é uma realidade. Mas uma realidade para aqueles que acreditam.

Jesus nunca mentiu. Se Ele disse: "necessário vos é nascer de novo" é porque não só é necessário, mas é possível. É possível sermos pessoas melhores. Não sozinhos, mas nunca estamos sozinhos se temos Deus ao nosso lado.

Então, hoje, quando o dia amanhecer, amanheça com ele. E quando o sol se pôr, se ponha com ele. Renasça cada dia um pouquinho mais. Libere-se do que te faz mal e aproveite mais das coisas que te dão felicidade.

Seja jovem no seu coração e vista uma roupa nova. Olhe-se no espelho. Se todo mundo decidisse mudar, o mundo mudaria também. Comece fazendo a sua parte. Quando as pessoas notarem coisas positivas acontecendo na sua vida, vão sentir vontade de mudar também.

E quem sabe não será você o primeiro elo de uma grande corrente que vai tornar a humanidade mais feliz?

Letícia Thompson