Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Voo de helicoptero no Rio de Janeiro em 1967

Imaginem que essas imagens incríveis ao som de Roberto Carlos, com o próprio no helicóptero, recebi do exterior! kkkkk O vídeo está com boa qualidade e vocês irão apreciar. Eu que nasci e moro no Rio de Janeiro já percebi profundas mudanças. Gostei muito deste passeio, venham conosco!



sábado, 29 de maio de 2010

Maravilhosos Golfinhos

Desde minha infância sempre tive paixão por esses incríveis animais, não sei se isso é genético, mas minha filha também adora. Quando apresentei o primeiro filme feito sobre as aventuras de Flipper, ela chorava emocionada. Assim como eu me sentia quando era pequena.

Convido para que assistam um vídeo de uma das espécies de golfinhos, eles são tão inteligentes. Observando com atenção e coração podemos amar um pouco mais a natureza na sua melhor simplicidade.

Eu dedico e agradeço ao Sérgio "Estat" por ter me indicado este vídeo.


terça-feira, 25 de maio de 2010

Premonição

Um homem vai ao quarto de seu filho para dar-lhe boa noite. O garoto está tendo um pesadelo. O pai acorda-o e pergunta-lhe se ele está bem. O filho responde que está com medo porque sonhou que a tia Suzana havia morrido. O pai garante que tia Suzana está muito bem e manda-o de novo para a cama.

No dia seguinte a tia Suzana morre.

Uma semana depois, o homem volta ao quarto de seu filho para dar-lhe boa noite. O garoto está tendo outro pesadelo, e desta vez diz que sonhou que o avô havia morrido.

No dia seguinte o vovô morre.

Uma semana depois, o homem vai de novo ao quarto de seu filho para dar-lhe boa noite. O garoto está tendo outro pesadelo. Desta vez o filho responde que sonhou que o papai havia morrido....

O pai garante que está muito bem e manda-o de novo para a cama.

No dia seguinte ele está apavorado. Tem certeza de que vai morrer. Sai para o trabalho e dirige com o maior cuidado para evitar uma colisão. Não almoça com medo de veneno; evita as pessoas, com medo de ser assassinado, tem um sobressalto a cada rua... Ao voltar para casa, ele encontra sua esposa e diz:

- Meu Deus... Tive o pior dia de minha vida !

E ela responde, toda chorosa:

- Você acha que o seu foi pior?!?... E o meu chefe, que morreu hoje de manhã assim que chegou ao escritório!

MORAL DA HISTÓRIA : Há momentos em que ser corno é um alívio e não um problema .

domingo, 23 de maio de 2010

This Masquerade | George Benson

Em comemoração ao meu aniversário (24 de maio), ao novo layout deste blog, e ao meu amigo Renato (Quiosque Azul), que me ajudou nesta data:

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Decadente Sistema de Saúde

Recentemente eu coloquei vários posts falando de Rodrigo Kopke, o rapaz que tomou um tiro na cabeça perto de minha casa e do notável atendimento em hospital público, digo, Miguel Couto. Só que nem sempre isso acontece. Eu penso que Rodrigo teve um somatório de sorte proveniente de todas as ações casadas bem sucedidas.

Em 1983, uma amiga sofreu um acidente de moto e foi levada em estado grave para o mesmo hospital. Não podia ser removida para um particular por causa de uma hemorragia. Eu me recordo que não havia água e por dias ela permaneceu completamente suja de sangue, não era possível fazer a sua higiene. Assim que pode ser transferida, ela saiu de lá e sobreviveu sem sequelas.


Em 1985, a minha irmã sofreu um acidente de avião e foi encaminhada para o Miguel Couto. Naquela época também não havia água. Se não fosse um Brigadeiro para dizer que ela ia com os demais sobreviventes para o Hospital da Aeronáutica, hoje ela estaria morta. Os médicos deram alta a ela. Ela foi a pessoa mais ferida no acidente e para piorar a situação, bactérias terríveis estavam dominando seu sistema imunológico. Só para terem idéia, quando entrava numa sala de cirurgia no Hospital da Aeronáutica, tinha que ser a ultima operação do dia e depois a sala era imediatamente lacrada para esterilização especializada.

Em 2005, a minha tia Cristina, voces já leram posts sobre ela no Blogzoom, caiu na rua. Ela sobreviveu em 1984 a 2 aneurismas cerebrais, 20 anos depois a outro abdominal. Em fins de 2005 caiu desmaiada na rua e foi levada ao Hospital Miguel Couto que negligenciou o diagnóstico, disseram que ela não tinha nada. O hospital particular para onde foi transferida fez uma tomografia e "o nada" nada mais era do que o 4° aneurisma (outro cerebral) e um traumatismo craniano. Milagrosamente, como tudo na vida dela, não pode mais operar devido a idade, passados 5 anos ela ainda está viva.

Em 2010, precisamente na quinta-feira passada, a minha diarista sentiu-se mal. A pressão estava muito alta e ficou desnorteada. Eu liguei para 192, depois da médica conversar comigo e com ela ao telefone concluiu que era melhor mandar uma ambulância na minha casa. Os 3 paramédicos eram calmos, atenciosos e atentos. Decidiram levá-la para o Miguel Couto. Diante deste fato, após colocar minha filha na escola, eu iria até o hospital Miguel Couto para saber dela. Nem precisei, no meio do caminho, 12 horas depois, ela estava voltando com os lençóis e travesseiro debaixo do braço:

- Cheguei lá, fiquei jogada num canto a noite toda, nada fizeram comigo. Só os médicos da ambulâncias que me trataram. Eu me danei, peguei as minhas coisas, vim embora e ninguém notou que saí - falou com total indignação.

Ou seja, depende da equipe, depende de quem está ali, depende de fatores para ter a sorte de viver ou morrer. Esta é a situação do serviço de saúde que temos. É assustador.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Livro: Transmutação


Esta é a minha amiga Claudia Gelb, nos conhecemos ao ingressarmos na Faculdade da Cidade quando só existia a sede na Lagoa (RJ). Tempo maravilhoso e saudoso. Uma turma ímpar. Dali saíram pessoas que estão fazendo e acontecendo. Felizmente, deixaremos nossas pegadas.


Claudia é uma gaucha, de Porto Alegre, que morou muitos anos em Niterói, RJ. Hoje é professora em Charqueadas, RS, lecionando Português e Literatura para Ensino Fundamental e Médio. Ela fez a Oficina de Criação Literária da PUCRS em 2002/2003 com o escritor e professor Luiz Antonio de Assis Brasil, que, logo abaixo, apresenta uma Sinopse do livro lançado. Na PUCRS fez mestrado em Teoria da Literatura e atualmente faz o doutorado na mesma instituição.

Tem contos publicados nas antologias Oficina 31 e Oficina 35, contos e crônicas na II e III Mostra Literária de Charqueadas, alguns poemas no site da Revista Bestiário, e em junho de 2008 publicou sua primeira novela( que foi lançada em Porto Alegre, Charqueadas, Niterói e Rio de Janeiro, na Livraria Leonardo da Vinci), chamada Transmutação, e que trata das relações humanas - sempre tão complicadas - entre um casal, Adriano e Helena.

Como está escrito na orelha do livro, feita por Assis Brasil, "Adriano e Helena, os protagonistas, vivem um conflito que às vezes é ódio, às vezes solidariedade, às vezes alheamento. Cada qual busca, entretanto, e à sua maneira, a felicidade. Provenientes de paisagens sociais diversas, suas procuras são de um status que, buscando a inserção no coletivo, representam, também, um desejo de realização individual".

E-mail para contato: ckeenan@terra.com.br


Transmutação
Claudia Gelb
Uma Novela de Desencontros

As relações humanas, via de regra, possuem componentes incontroláveis, derivados de nosso inconsciente. Julgamos ser o que não é; cultivamos fantasias; agimos de maneira a justificar fatos que, na aparência, são incompreensíveis; negamos a própria verdade. Tudo isto demonstra que somos, afinal, humanos – uma denominação que assumimos sem muitos questionamentos, mas que implica numa série infindável de compromissos de natureza social, ética e, até, existencial.

Este livro é uma novela, gênero que a cada dia conquista mais leitores, talvez por sua brevidade, talvez por seu impacto e economia de meios narrativos. Como uma novela, são evidentes os mecanismos de trazer à tona, da maneira mais breve e contundente, esses alçapões da alma, quase sempre contraditórios e desconcertantes.

Conheço o evoluir literário da autora, que escolheu, para sua estréia, uma história de amor e transgressão. Sei de sua persistência em ser escritora e dominar as manhas do ofício, e daí que é possível entender a utilização de algumas técnicas, como o recurso a focos narrativos alternados, por vezes dando a palavra a uma primeira pessoa. No exercício de seu trabalho, a autora costura linhas ficcionais convergentes e complementares, as quais não confundem o leitor, que sabe sempre o solo em que está pisando.

Adriano e Helena, os protagonistas, vivem um conflito que às vezes é ódio, às vezes solidariedade, às vezes alheamento. Cada qual busca, entretanto, e à sua maneira, a felicidade.

Provenientes de paisagens sociais diversas, suas procuras são de um status que, buscando a inserção no coletivo, representam, também, um desejo de realização individual.

Se não controlamos nosso inconsciente, é também esse não-controle que nos permite sonhar e exercer a imaginação. Essa mesma imaginação é exigida do leitor; ele deverá preencher os vazios e intuir muitas coisas – mas afinal, a literatura nunca foi o exercício da facilidade.

A prosa de Claudia Gelb é correta, e mesmo sendo correta, é eficaz no plano das propostas narrativas, uma raridade nos tempos de hoje.

Luiz Antonio de Assis Brasil

terça-feira, 18 de maio de 2010

Solidão

A solidão é um estado de que se sente retirado do mundo, colocado em isolamento.

É um lugar que parece ser despovoado e nunca frequentado por pessoas. Existe a solidão moral e a do espírito.

Algumas vezes estar "só" é bom. Imagino que posso estar só e não sozinha.

Se estou sem companhia, eu ando só. Algo único. Sozinha seria algo como desamparada ou abandonada. Eu não fico assim, eu me comunico, eu posso entrar numa igreja e encontrar a paz espiritual. Eu posso fazer o bem e logo perceber que estou cercada. E se precisar, eu choro, lava a alma, lava mesmo.

Algumas pessoas parecem desintegradas da sociedade, não se importam com isso, outras acabam mergulhando numa depressão. Mergulhando numa profundidade insondável, como a de uma estrada que serpenteia abismos.

Se eu me isolo, por exemplo, à parte, é porque desejo observar.

Eu posso optar por uma vida singular, mas jamais solitária. Eu faço questão de sempre abrir a janela e ver o mundo lá fora, mesmo no escuro da noite, basta querer respirar e compartilhar.

Enquanto eu, Sissym escrevia este pensamento que começou por causa da imagem que achei incrível, fui "colhendo" frases muito interessantes que combinam com o texto:


1) "Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite." Clarice Lispector

2) "Há certo gosto em pensar sozinho. É ato individual, como nascer e morrer." Carlos Drummond de Andrade

3) "Quem luta com monstros deve velar por que, ao fazê-lo, não se transforme também em monstro. E se tu olhares, durante muito tempo, para um abismo, o abismo também olha para dentro de ti." Friedrich Nietzsche




Entenda










O entendimento, o exame das coisas, a persistência

nos bons procedimentos, a firmeza nas atitudes,

a manutenção da paz interna fazem a vida melhor.

Quando a dificuldade se põe à sua frente,

e você a mede de alto a baixo, por inteiro,

ela se desnuda, perde o sentido de opressão,

mostra-se amena ou até desaparece.

Raciocine.

Raciocinando, compreendendo e agindo para

o bem, tudo o que lhe diz respeito se faz

mais aproveitável, mais aceitável.

Entender é poder.

O seu entendimento torna a vida até

melhor do que você poderia esperar.



Lourival Lopes

domingo, 16 de maio de 2010

Na concessionária











Uma senhora entra em uma concessionária Mercedes.

Ela olha ao redor, então acha o carro perfeito e começa a examiná-lo.

Ao inclinar-se para ver se tinha revestimento de couro, deixa escapar um sonoro peido.

Muito envergonhada, ela, nervosamente, dá uma olhada para ver se alguém notou o pequeno incidente, esperando que nenhum vendedor aparecesse naquele momento.

Porém, ao virar-se, dá de cara com um vendedor que já estava atrás dela.

- Bom dia senhora... Como posso ajudá-la hoje?

Muito sem graça, ela pergunta:

- Por favor, qual o preço deste adorável veículo?

O vendedor responde:

- A senhora vai desculpar a sinceridade, mas se a senhora peidou somente ao vê-lo, vai se cagar toda quando souber o preço...

quinta-feira, 13 de maio de 2010

É difícil ?!













É difícil se convencer de que se é feliz,
assim como é fácil achar que sempre falta algo.
É difícil fazer alguém sorrir,
assim como é fácil fazer chorar.
É difícil colocar-se no lugar de alguém,
assim como é fácil olhar para o próprio umbigo.
Se você errou, peça desculpas...
É difícil pedir perdão?
Mas quem disse que é fácil ser perdoado?
Se alguém errou com você, perdoa-o...
É difícil perdoar?
quem disse que é fácil se arrepender?
Nem tudo é fácil na vida...
Mas, com certeza, nada é impossível para
quem acredita em DEUS!!!!

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Uma Executiva bem Sucedida

A quem for arrogante e mandona, ótimo e divertido texto de Max Gehringer (Revista Exame):




Foi tudo muito rápido. A executiva bem-sucedida sentiu uma pontada no peito, vacilou, cambaleou. Deu um gemido e apagou. Quando voltou a abrir os olhos, viu-se diante de um imenso Portal.

Ainda meio zonza, atravessou-o e viu uma miríade de pessoas.Todas vestindo cândidas túnicas e caminhando despreocupadas. Sem entender bem o que estava acontecendo, a executiva bem-sucedida abordou um dos passantes:

- Enfermeiro, eu preciso voltar urgente para o meu escritório, porque tenho um meeting importantíssimo. Aliás, acho que fui trazida para cá por engano, porque meu convênio médico é classe A, e isto aqui está me parecendo mais um pronto-socorro. Onde é que nós estamos?

- No céu.

- No céu?...

- É.


- Tipo assim... o céu, CÉU...! Aquele com querubins voando e coisas do género?

- Certamente. Aqui todos vivemos em estado de gozo permanente.

Apesar das óbvias evidências nenhuma poluição, todo mundo sorrindo, ninguém usando telefone celular), a executiva bem-sucedida custou um pouco a admitir que havia mesmo apitado na curva.

Tentou então o plano B: convencer o interlocutor, por meio das infalíveis técnicas avançadas de negociação, de que aquela situação era inaceitável. Porque, ponderou, dali a uma semana ela iria receber o bónus anual, além de estar fortemente cotada para assumir a posição de presidente do conselho de administração da empresa.

E foi aí que o interlocutor sugeriu:

- Talvez seja melhor você conversar com Pedro, o sindico.
- É? E como é que marco uma audiência? Ele tem secretária?
- Não, não. Basta estalar os dedos e ele aparece.
- Assim? (...)
- Pois não?

A executiva bem-sucedida quase desaba da nuvem. À sua frente, imponente, segurando uma chave que mais parecia um martelo, estava o próprio Pedro.

Mas, a executiva havia feito um curso intensivo de approach para situações inesperadas e reagiu rapidinho:

- Bom dia. Muito prazer. Belas sandálias. Eu sou uma executiva bem-sucedida e...

- Executiva... Que palavra estranha. De que século você veio?

- Do 21. O distinto vai me dizer que não conhece o termo 'executiva'?

- Já ouvi falar. Mas não é do meu tempo.

Foi então que a executiva bem-sucedida teve um insight. A máxima autoridade ali no paraíso aparentava ser um zero à esquerda em modernas técnicas de gestão empresarial. Logo, com seu brilhante currículo tecnocrático, a executiva poderia rapidamente assumir uma posição hierárquica, por assim dizer, celestial ali na organização.

- Sabe, meu caro Pedro. Se você me permite, eu gostaria de lhe fazer uma proposta. Basta olhar para esse povo todo aí, só batendo papo e andando a toa, para perceber que aqui no Paraíso há enormes oportunidades para dar um upgrade na produtividade sistémica.

- É mesmo?


- Pode acreditar, porque tenho PHD em reengenharia. Por exemplo, não vejo ninguém usando crachá. Como é que a gente sabe quem é quem aqui, e quem faz o quê?

- Ah, não sabemos.

- Entendeu o meu ponto? Sem controle, há dispersão. E dispersão gera desmotivação. Com o tempo isto aqui vai acabar virando uma anarquia. Mas nós dois podemos consertar tudo isso rapidinho implementando um simples programa de targets individuais e avaliação de performance.

- Que interessante...

- É claro que, antes de tudo, precisaríamos de uma hierarquização e um organograma funcional, nada que dinâmicas de grupo e avaliações de perfis psicológicos não consigam resolver.

- !!!...???...!!!...???...!!!

- Aí, contrataríamos uma consultoria especializada para nos ajudar a definir as estratégias operacionais e estabeleceríamos algumas metas factíveis de leverage, maximizando, dessa forma, o retorno do investimento do Grande Acionista... Ele existe, certo?

- Sobre todas as coisas.

- Ótimo. O passo seguinte seria partir para um downsizing progressivo, encontrar sinergias high-tech, redigir manuais de procedimento, definir o marketing mix e investir no desenvolvimento de produtos alternativos de alto valor agregado. O mercado telestérico, por exemplo, me parece extremamente atrativo.

- Incrível!

- É óbvio que, para conseguir tudo isso, nós dois teremos que nomear um board de altíssimo nível. Com um pacote de remuneração atraente, é claro. Coisa assim de salário de seis dígitos e todos os fringe benefits e mordomias de praxe. Porque, agora falando de colega para colega, tenho certeza de que você vai concordar comigo, Pedro. O desafio que temos pela frente vai resultar em um Turnaround radical.

- Impressionante!

- Isso significa que podemos partir para a implementação?

- Não. Significa que você terá um futuro brilhante... se for trabalhar com o nosso concorrente. Porque você acaba de descrever, exatamente, como funciona o Inferno...

***

sábado, 8 de maio de 2010

Para Sempre

Este pensamento de Drummond é um tanto triste,
porém acontece que muitas pessoas já perderam suas mães e avós.
Um sentimento do amor eterno e inesquecível.
Lamento os que jamais puderam conhecer suas mães,
certamente foram amados incondicionalmente também.




Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.


Carlos Drummond de Andrade

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Esta Geração ...

Ouçam, chorem... tanto de rir quanto lastimar...
especialmente porque é o que temos como futura geração:



quinta-feira, 6 de maio de 2010

A Bondade em Voce



Não acabe com a bondade
que está em você.






A paz, a disposição para o bem, o desejo de aprender
e crescer, e a ânsia de ser feliz que estão no seu íntimo,
no seu coração, são sementes que só dão bons frutos.

Defenda-as. Seja alegre.

Vencedores são os que dão valor ao
que trazem em si de bom e positivo.

Toda vez que em você o que é bom entra
ou sai, você se engrandece e amadurece.

Valorize o seu lado bom.

É por ter boa seiva que a árvore produz bons frutos.

Lourival Lopes

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Recadinho de Amor

Estava ao lado da menina mais linda que eu já vi,
ela disse que tinha uma surpresa.
Sabe como são surpresas feitas por crianças:
contam tudo! kkkkkkkkk
Então fingi que nada sabia
e todo dia não sei para ser
surpreendida diariamente.


No email haviam carinhas enfeitando e cores diversas.
Um coração vermelho a cada lado da frase central.

MELHOR MÃE DO MUNDOOOOOOOO.‏
Enviada: segunda-feira, 19 de abril de 2010
Para: Sissy Mascarenhas
Oi mãe tudo bem?

Eu tenho 1 recadinho:

VOCÊ É A MELHOR MÃE DO MUNDO

Beijos Laura
Tchau..
Good bai"

segunda-feira, 3 de maio de 2010

O Dono do Tempo




Os homens desse planeta sabem que um dia irão morrer, que a sua geração vai passar e uma nova lhe sucederá, mas, mesmo assim, vivem como se tivessem a eternidade dos dias, como se fossem imortais na carne, deixando o seu bem mais precioso, o tempo, escorrer por entre os dedos.

Fazem isso, quando vivem amargurados pelos problemas que eles mesmos criam, quando transformam pequenos contratempos em grossos espinhos que ferem a alma.

Fazem isso, quando não resistem a tentação de ir pelo caminho “mais fácil”, quando se entregam nas mãos dos vícios, ou de pessoas que consomem a alma.

Fazem isso, quando se agarram no passado, em velhas fotografias, em pessoas que partiram, em amores que não deram certo, ou velhas desculpas para não enfrentar a vida.

Não deixe o tempo se perder no emaranhado das suas dificuldades, transforme cada decepção em pedras que se assentam no caminho e fazem um solo forte para seus passos.

Transforme os erros em adubo para as suas novas investidas, arrisque-se mais e crie um jardim florido.

Não se deixe abater, nem o tempo passar por passar, vago, vazio, perdido e inútil…

O tempo é o presente que o Criador lhe oferece a cada dia, e cada segundo tem seu custo anotado no Livro da Vida, onde prestaremos contas, do atraso, do descaso, do cuidado e de tudo o que fizermos com esse bem que nós chamamos de Tempo, e que Deus chama de Presente.

É hoje!

O melhor dia para sua virada, para recomeçar, para ser mais feliz, para fazer valer os seus direitos, para ter o que deseja. A montanha está lá longe, é alta e parece que nunca será alcançada, mas, se o seu passo for firme, em breve, ela estará embaixo dos seus pés e você sentirá o gosto bom da vitória.

Paulo Roberto Gaefke

domingo, 2 de maio de 2010

Amor de Peso

Atenção: para quem não suporta imagens de nascimento, aqui tem um vídeo completo da vinda ao mundo de um elefantinho. Notem o cuidado e inteligência da mãe. Pode ter toneladas, mas é capaz de ser totalmente delicada.






"A educação do homem começa no momento do seu nascimento;
antes de falar, antes de entender, já se instrui.
Jean Jacques Rousseau"