Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Perdoe e Perdoe-se!




Há pessoas que levam muito a sério as palavras de Jesus quando disse que devemos perdoar até setenta vezes sete; umas porque sentem-se mártires e acham que tudo deve ser aceito e outras porque, do outro lado, beneficiam-se do assunto. Só que Jesus disse também à mulher: "nem Eu te condeno. Vá e não peques mais." Ele poderia simplesmente tê-la deixado partir, mas pediu que não repetisse o erro.

Não há nenhuma idéia contrária no tema. O perdão, devemos carregar em nós até porque ora precisamos, ora oferecemos. Os que nos amam perdoam nossas falhas e nós passamos uma borracha por cima de muito do que nos magoa nos que amamos. Segue assim a vida.

E, portanto, há situações que tornam-se repetitivas no "eu erro e você me perdoa." Aquele que erra com o tempo acostuma-se com a situação, pois até o sentimento de culpa acaba por encontrar um lugar e ficar quietinho. E o que perdoa sempre e sempre as mesmas coisas perde com o tempo o respeito por si mesmo.

Aceitar situações que aniquilam nossa dignidade humana não nos torna mais humildes, melhores, simples e cristãos. Perdoar setenta vezes sete é possuir em si o dom de perdoar e não de sustentar o erro do outro. Se Deus nos fez conforme Sua imagem e semelhança, devemos ver em nós mesmos seres capazes de caminhar com a cabeça erguida, com respeito e auto-estima.

Direito ao erro todo mundo tem. Direito ao perdão e a uma nova chance todo mundo tem. E todo mundo tem também o direito de dizer não à situações que levam para baixo, às pessoas que, em nome até do amor, tiram sua dignidade.

Temos o direito de errar ao longo da nossa vida. Guiados pelo coração ou emoções que controlam o que nosso juízo deveria controlar, vamos de tropeço em tropeço. Não estamos condenados eternamente porque somos humanos.

O que não podemos, portanto, é repetir vezes e vezes os mesmos erros e achar a cada vez que tudo pode ser justificado. Errar? Pecar? Faz parte, infelizmente, do caminho, da quota de cada um.

Quando cometemos nossos deslizes e que a vida nos dá uma nova oportunidade de recomeçar, é loucura pensar que o perdão nos é devido indefinidamente e querer, de forma absurda, atingir o setenta vezes sete.

Cada pessoa e cada coisa tem seu limite. Repetir erros e enganos contra os que nos amam simplesmente porque sabemos que um coração que ama sabe perdoar, é abusar da confiança que depositam em nós, é desrespeitar o outro como pessoa.

Suportar e suportar erros em nome do amor pode parecer heróico. O perdão é algo que exige de nós uma força quase inhumana e sabemos bem que para realmente perdoar precisamos abandonar o nosso eu que pede justiça.

Mas não temos o direito de brincar com os sentimentos dos outros e nem permitir que brinquem com os nossos. Deslizar e cair uma vez, duas, pode acontecer, mas à partir do momento que isso se torna um hábito é que algo está muito errado.

Devemos aprender a dizer "não" quando isso significa reinvindicar o respeito próprio.


Cada um tem o direito de viver com dignidade e não podemos ser nada para o mundo se já não somos capazes de nos olhar no espelho e sustentar nosso próprio olhar.

Ame o mundo e ame ao outro. E ame-se também, assim como amou e ama Aquele que te criou.

Perdoe e perdoe-se! E não pare no caminho, nem olhe para trás. Há diante de nós um Éden que nos espera e devemos viver de maneira a sermos dignos de passar por essa porta.

Letícia Thompson

Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails Related Posts with Thumbnails

22 comentários:

  1. Sissym
    Só somos capazes de perdoar o próximo,
    quando aprendemos a perdoar nós mesmos.
    Renunciar aquilo que nos envenena o espírito é
    o primeiro passo para superar nossos próprios erros.
    Beijos
    Alba

    ResponderExcluir
  2. Sissym, um texto muito sábio! falar do perdão é sempre muito importante. Às vezes fomos tão magoados que torna-se quase impossível perdoar, mas nestes momentos acho que devemos ter a iniciativa de pedir ajuda a Deus pra isso e rezar pela pessoa, mesmo que seja de nariz torcido ( depois melhora rsrsr) O perdão faz bem ao nosso próprio coração e nos torna menos humanos e mais próximos a Deus! Lindo texto, amiga. beijo enorme.

    ResponderExcluir
  3. Perdoar e perdoar-se são circunstâncias da vida, do cotidiano de cada um. Somos humanos, falíveis. Erro e perdão são partes da nossa existência.

    Bela postagem, Sissym!

    Um abração...

    ResponderExcluir
  4. Minha querida amiga Sissym, boa noite!!!
    Que bela mensagem de Letícia Thompson, adorei minha amiga!!!
    Sim, temos que aprender a praticar sempre o perdão, perdoar os nossos semelhantes e a nós mesmos... o ódio e a mágoa são como venenos, são autopunição...
    Parabéns pela excelente postagem, maravilhosa!!!
    Beijos e muita paz em sua vida!!!

    ResponderExcluir
  5. Concordo com o Carlos...
    Perdoar ou não, errar ou não ..somos nós que decidimos, já que Deus na sus suprema sabedoria, nos concedeu o livre arbítrio.
    E mais, Deus também foi bem claro, a salvação é individual e o julgamento também, portanto penso eu que perdoar e errar é algo muito particular, uns tem mais paciencia ,outros um pouco menos, e outros nenhuma.
    Uns percebem os erros e tentam não cometê-los mais ,outros tentam não repeti-los,mas estão presos a comflitos internos e vícios inescrupulosos, e não conseguem, por mais que tentem, e outros simplesmente não estão nem aí,para o ato sincero e irrepreensível de perdoar.
    Cada um na sua, mas com alguma coisa em comum... o Elvis é imsuperável como cantor..rsrsrsrsr
    felicidades,paz e sucesso!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Devemos perdoar sempre, seguir o caminho,e esquecer , isso ajuda a viver melhor, sem mágoas.
    Lindo texto,reflexivo.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Olá Sissy querida!
    Bem...a Letícia é grande, fabulosa em suas reflexões. Acho que ela coloca muito bem no texto sobre a importância (porém difícil) arte do perdão. Acho que ao longo do caminho vamos "somando" tantos erros (nossos e dos outros) que a tal arte do perdão parece-nos cada vez mais difícil. Por isso acho importante sempre resolvermos nossas insatisfações e diferenças no exato momento em que nos deparamos com eles. Para que o ato de perdoar e perdoar-se seja verdadeiro. Porque se apenas somarmos tudo e pensarmos em liquidar as diferenças adiante, só carregaremos mais mágoas e acabaremos tornando essa caminhada insuportável.
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir
  8. Sissy
    Como seres humanos e como cristãos,devemos fazer sempre o esforço por perdoar.
    Sentiremos alivio emocional e nos frotalecemos.

    beijnhos
    joana

    ResponderExcluir
  9. Perdoar é bom, mas como tudo na vida da gente, tem um certo limite. Já perdoei muito e não valeu a pena. Hoje penso duas vezes.

    ResponderExcluir
  10. @Arte e Café: Puxa, voce disse tudo! Adorei seu comentario! Obrigada

    ResponderExcluir
  11. @Della: Falar sobre perdoar é importante, mas muitas vezes queremos e não conseguimos.

    ResponderExcluir
  12. @carlos roberto: Algumas vezes eu penso que "perdoar-se" é o primeiro passo. Bjs

    ResponderExcluir
  13. @Dú Pirollo: Eu adoro os textos da Leticia, todos que já li eu me identifiquei! Contribuem para o meu pensar.

    ResponderExcluir
  14. @WANDERCHEF: É por isso mesmo que só podemos perdoar quando sai de dentro da gente e é pacifico com nossos sentimentos, do contrario, fica sendo uma palavra bonita porem sem ação! Bjs

    ResponderExcluir
  15. @Fatima Zanin: Eu concordo, é dificil, porém uma maneira de ficarmos mais leves.

    ResponderExcluir
  16. @Eduardo Montanari: Eu tambem acho que nem sempre é possivel aceitar erros, especialmente, como disse o texto, ficar pedindos desculpas e continuar errando. Não dá mesmo!

    ResponderExcluir
  17. @Jackie Freitas: Ela abordou muito bem o tema, inclusive ao falar que muitas vezes é dificil de aceitar quando as pessoas se desculpam mas continuam errando. Mágoas .... amiga... tambem doem muito para carregarmos, pesam!

    ResponderExcluir
  18. @joana: Alivio dentro da gente... sim, fica tudo mais leve. Bjs

    ResponderExcluir
  19. Grande Sissym, nada como ler, refletir e perdoar, tudo ao som do Elvis ....É mais ou menos por ai, a grande tirada, é se arrepender dos erros cometidos e procurar não mais faze-los, então o arrependimento terá sido verdadeiro, caso contrário vamos ficar sempre acreditando que se pode errar sempre e sempre o nosso erro será perdoado ...então não temos salvação mesmo ...além de errar mentimos para nós, que é a pior mentira.

    ResponderExcluir
  20. Sissy my love,
    Forgiveness is not only a human trait, I think animals have it too. But there are some things that are unforgivable.
    For Example:
    1. The killing of wildlife for sport, (killing innocent animals for a trophy).
    2. The killing of ancient forests, (when new growth can be used for lumber).
    3.Hurting someone I love.
    I believe we should all be thankful for the 2 people who made our lives possible; our parents.
    Sometimes it is OK to 'cut' people off from our lives if they have caused us too much pain. They don't deserve to ruin any good times ahead. I have told people that, "there is no more reason for you to call me anymore". And I felt better for it. In our lives we have many choices and options.

    Sissy, my unconditional love for you is forever.

    ResponderExcluir
  21. @joselito bortolotto: Eu gosto de virar as paginas do livro da vida, eu só releio atrás quando sinto saudades de alguma coisa ou se tem algo importante a ser lembrado. Eu não sei dizer se aprendi a perdoar ou se eu sempre fui assim, nunca fui de guardar nada que nao presta dentro de mim. Eu sofro sim, lembro de fatos ruins, mas não carrego cargas negativas. Bjs

    ResponderExcluir
  22. Valéria Braz (sobretudoumpouco.dihitt.com.br)
    comentou um dia atrás no dihitt

    Oi lindinha.... nossa, hoje que estou mais tranquila vim aqui no seu cantinho... e quanta coisa pra olhar....hehehehe
    Descobri que estou muito em falta com você..... mas vou mudar isto!
    Lindinha... acredito que perdoar é diferente de aceitar o erro alheio..... Posso perdoar ao entender, mas não preciso aceitar e nem compactuar com isto!
    Beijo no coração

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada