Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Dia de Faxina

Estava precisando fazer uma faxina em mim...

Jogar alguns pensamentos indesejados para fora, lavar alguns tesouros que andavam meio enferrujados... Tirei do fundo das gavetas lembranças que não uso e não quero mais.

Joguei fora alguns sonhos, algumas ilusões... Papéis de presente que nunca usei, sorrisos que nunca darei; joguei fora a raiva e o rancor das flores murchas que estavam dentro de um livro que não li. Olhei para meus sorrisos futuros e minhas alegrias pretendidas... E as coloquei num cantinho, bem arrumadas.

Fiquei sem paciência!... Tirei tudo de dentro do armário e fui jogando no chão: paixões escondidas, desejos reprimidos, palavras horríveis que nunca queria ter dito, mágoas de um amigo, lembranças de um dia triste... Mas lá também havia outras coisas... e belas!

Um passarinho cantando na minha janela... aquela lua cor-de-prata, o pôr do sol!... Fui me encantando e me distraindo, olhando para cada uma daquelas lembranças. Sentei no chão, para poder fazer minhas escolhas.

Joguei direto no saco de lixo os restos de um amor que me magoou. Peguei as palavras de raiva e de dor que estavam na prateleira de cima, pois quase não as uso, e também joguei fora no mesmo instante!

Outras coisas que ainda me magoam, coloquei num canto para depois ver o que farei com elas, se as esqueço lá mesmo ou se mando para o lixão.

Aí, fui naquele cantinho, naquela gaveta que a gente guarda tudo o que é mais importante: o amor, a alegria, os sorrisos, um dedinho de fé para os momentos que mais precisamos... como foi bom relembrar tudo aquilo!

Recolhi com carinho o amor encontrado, dobrei direitinho os desejos, coloquei perfume na esperança, passei um paninho na prateleira das minhas metas, deixei-as à mostra, para não perdê-las de vista.

Coloquei nas prateleiras de baixo algumas lembranças da infância, na gaveta de cima as da minha juventude e, pendurada bem à minha frente, coloquei a minha capacidade de amar... e de recomeçar...


Autor desconhecido
www.metaforas.com.br

Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails Related Posts with Thumbnails

23 comentários:

  1. Eu gostaria de conseguir fazer isso, mas sou daquele tipo de pessoa que guarda cousas velhas na esperança de que futuramente elas possam vir a ter alguma serventia. Geralmente nunca tem.

    ResponderExcluir
  2. @ Eduardo: eu, infelizmente, tambem sou meio que bau...

    ResponderExcluir
  3. Sissy, minha linda!
    Adorei o texto! Ontem estava assistindo aquele filme "Amor sem Escalas", com o belíssimo George Clooney, onde ele, em suas palestras, "ensinava" as pessoas a retirarem de suas mochilas todo o peso que elas carregavam na vida. Como caminhar e seguir a viagem se insistimos em carregar tudo o que encontramos pelo caminho? De pessoas à objetos, pequenos ou grandes, importantes ou desnecessários. Obviamente que ao longo do percurso, começamos a sentir o seu peso e então nos arrastamos, desanimados e cansados. Lendo esse texto agora, inevitavelmente me lembrei do conceito do filme...Só que no fundo, ele (por opção) era uma pessoa só, pois o medo de adquirir sentimentos por pessoas e coisas o tornavam prático, mas completamente vazio. E aí, entendemos o quanto o peso às vezes nos é necessário, até mesmo para pararmos em faxinas e refletirmos sobre o que aprendemos.
    Grande beijo, minha querida! Fique com Deus!
    Jackie

    ResponderExcluir
  4. @ Jackie: em menos de 1 semana vc é a segunda pessoa que se lembra deste filme, eu devo assisti-lo, já percebi que vou gostar. Obrigada

    ResponderExcluir
  5. Olá Sissym!!

    É uma das coisas que nós seres humanos poderíamos nos acostumar a fazer mais facilmente! Porém, por mais que acreditamos fazer ainda guardamos tantas coisas que em momentos inesperados surgem a nossa mente e aí percebemos que não deixamos ir totalmente! Essa nossa mente com tamanha capacidade, acaba guardando bem escondido nos cantinhos obscuros e muitas vezes nos fazendo mal sentimentos do passado! Quem sabe uma hora dessas de tanto aprender a fazer em nossas coisas de fora, conquistamos nos libertar de vez de tudo que guardamos desnecessariamente e seguimos livres, leves e soltos!

    Um abraço,
    "Todo o Conhecimento é Luz que Inspira a Alma" -*Vera Luz*-

    ResponderExcluir
  6. Oi minha amiga... ando fazendo esta faxina no armário da minha vida... mas olha tem coisa que a gente reluta em jogar fora, acreditando que um dia ainda vai precisar....
    Mas... vamos deixar o velho ir embora para que entre o novo.
    Belíssima escolha.
    Beijo no coração

    ResponderExcluir
  7. Olá Sissyn,
    Gostaria de conseguir fazer uma faxina como esta, tirar de dentro de mim certas amarguras e um a pitada de ressentimentos. O tempo passa e as coisas vão aumentando.
    Meu carinho

    ResponderExcluir
  8. Às vezes faço isso, faxinas na alma, coração e na casa...é bom! Ficamos mais leves depois!
    Bj*

    ResponderExcluir
  9. Querida Sissym, durante a nossa passagem pela vida, vamos acumulando coisas na bagagem e num determinado momento, essa bagagem começa a pesar, obrigando-nos a descartar alguns coisas, e só aí damos conta das coisas inúteis que guardamos. O ideal seria carregarmos somente as coisas necessárias e que nos causam bem estar e prazer, mas não é assim que funciona e a vida vai seguindo o seu curso.

    Um forte abraço

    Gessy

    ResponderExcluir
  10. Minha querida amiga Sissym, boa noite!!!
    Excelente este texto mensagem, adorei!!!
    Durante a nossa existência vamos juntando um monte de lixo desnecessário em nossa consciência ou no nosso coração, vamos ficando sobrecarregados com esses sentimentos negativos e objetivos não passíveis de realização... é necessário uma boa faxina para que possamos trocá-los por sentimentos positivos e sonhos realizáveis... como presente recebemos uma vida mais leve e feliz, repleta de muita paz!!!
    Parabéns pela postagem do excelente texto!
    Beijos no coração e muita paz em seu caminho!!!

    ResponderExcluir
  11. @ Vera: voce disse algo interessante, muitas vezes precisamos arrumar o que está ao redor para conseguir aliviar a mente!

    ResponderExcluir
  12. @ Val, falando em armarios! Sabe, faxina-lo de fato é algo otimo. Dizem que devemos sempre fazer isso, pq inova, transforma e abre oportunidade de novidades.

    ResponderExcluir
  13. @ Silvana, eu procuro tirar as amarguras de dentro de mim, mas o causador insiste que eu não devo esquecer!

    ResponderExcluir
  14. @ Franck: na alma tenho feito, conseguindo, realmente ficamos mais leves!

    ResponderExcluir
  15. @ Du: eu creio que pessoas mais sensiveis adoecem pq acumularam lixos demasiadamente!

    ResponderExcluir
  16. @ Gessy: temos o pessimo habito de guardar mais do que o necessario! Bjs

    ResponderExcluir
  17. Parabéns.:
    o seu blog muito bom mesmo.
    Convido todos a conhecerem o meu ok.
    http://aturci.blogspot.com
    Parabéns pela postagem.
    Até a próxima.:

    ResponderExcluir
  18. Olá, Sissym!
    Também estou precisando duma faxina interna, só não sei se consegurei ser tão maravilhosamente poético assim!
    Bjs!
    Rike.
    P.s.: fizemos um louco abaixo-assinado lá no blog, se quiseres conferir...

    ResponderExcluir
  19. Que maravilha se a gente pudesse realmente fazer assim ... mas sabemos que é impossível.

    ResponderExcluir
  20. @ Ale
    @ Joselito

    Agradeço o carinho pela visita!

    ResponderExcluir
  21. Sissy darling,
    I agree it is good to forget those things and people that have caused us pain and unnecessary suffering.
    Sometime those pictures have to be taken off the wall and new ones put in their place.
    But I have to tell you, your pictures, (and Laura's drawings), are still on my wall, and the memories of what we have shared will always be kept fresh in my mind and my heart.
    Thank you for giving me new meaning in my life and showing me that love has no borders.
    Love, Craig

    ResponderExcluir
  22. @ Craig: What I and my daughter did, we've done with affection.

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada