Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Carnaval Rio de Janeiro: observações visuais

O Carnaval já vai terminar e eu fiquei no Rio mesmo, não viajei.

A tardinha de sexta-feira, dia 12 de Fevereiro, caminhei pela Rua Bartolomeu Mitre, no Leblon, reparei os foliões nas ruas, sendo grande maioria jovens e muitos já se encontravam bêbados.

No sábado fui ao cinema com meus amigos, assistimos o eletrizante O Lobisomem, depois fomos papear num restaurante do Barrashopping.


Enquanto isso, muitos foliões já estavam se divertindo desde a véspera.

Até ontem, o calor estava dando uma trégua, para a alegria de quem queria aproveitar. Claro, tinha sol, mas não tão intenso. Eram muitos cariocas e turistas brincando nas ruas, indo aos bailes, assistindo pessoalmente os desfiles no Sambódromo ou mesmo sentados na frente das TVs em casa.

Aliás, ontem, segunda-feira, encontrei novamente o grupinho do cinema lá no Botafogo Praia Shopping. Sentamos para jantarmos no Kotobuki que tem uma estonteante vista para a Baía de Guanabara e o Pão-de-Açúcar.

Para me reunir com meus amigos, cada um vinha de direções diversas, optei pelo onibus do Metrô, direção Botafogo, pego na porta de casa e desfrutei de ar condicionado.

A primeira parada dele é em frente ao Jockey Clube. Antes de estacionar, observei centenas de pessoas fantasiadas, alegres, pós provável bloco de rua. Então ingressaram no ônibus dezenas de pessoas, a maioria fantasiada, cantando. Voltariam para casa ou outras pararam a fim de continuar a festança em outro "point".

O ônibus do Metrô parecia um trio elétrico! kkkkkkkkkk E a cada parada mais pessoas entravam. O ar não dava mais vazão, nem meus fones de ouvidos. O jeito foi aderir à música ambiente!

Como o transito estava lento, comecei a olhar as pessoas nas ruas, o que estavam fazendo, observei dentro de outros ônibus.

E pensei: - puxa, que bacana!

Por mais que se gaste com alguma fantasia ou bebidas, as brincadeiras nas ruas são gratuitas. Vem quem quer, participa quem desejar. É livre, é para todos, de todas as idades e para todos que estiverem na Cidade do Rio de Janeiro.

Não haviam fantasias elaboradas, eram todas inventadas, usaram a criatividade. Era muito engraçado. Ruas foram tomadas por multidão e carros não conseguiam passagem. Cadeiras de praia e churrasquinhos estavam nas calçadas. Podia-se ouvir uma conjunção de sons com mesma significação. A cidade estava sem regras, de um lado bom e de outro não, óbvio.


Eu li no jornal da manhã de segunda-feira sobre a falta de respeito às normas aplicadas nas praias, tais como: jogos de frescobol na beira-mar, em local e hora impróprios; venda de camarões por ambulantes; lixo jogados no chão ao invés das lixeiras. No domingo, durante a passagem da Banda de Ipanema, um rapaz de 20 anos foi esfaqueado no pescoço durante tentativa de assalto (felizmente está bem). Ao menos, a Prefeitura estava esperando que os "pipidódromos" masculinos surtissem efeito - banheiros que só cobrem a cintura dos homens.

Colacando o aspecto infortuno de lado, voltando ao foco da questão, o fato é que as pessoas de todas as idades foram aproveitar da melhor maneira possível os dias de Carnaval. E isso é bom demais!




Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails Related Posts with Thumbnails

15 comentários:

  1. Sissym,

    Não curto o carnaval, mas posso dizer que essa festa é justamente isso que você relatou no post: democracia. Acompanhei na TV a polêmica sobre as normas que os foliões tem que tomar durante a festa na praia. A questão é mais de educação do que falta de "pípipódromos".

    O Rio de Janeiro tem um Carnaval bastante democrático e, possivelmente, o mais cultural do Brasil: Escolas de Samba e Marchinhas.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Sissyn
    Adorei seu relato,muito bem esplanado sobre carnaval.O carnaval tem varios signicados, o verdadeiro é aquele dos bailes, blocos de ruas e marchinhas.Com o passar do tempo o carnaval foi tendo outros valores e associado a malandragem,mulheres nuas, drogas, bebidas e confusão.Mas é uma festa popular e de todos, cada um brinca como quer.
    Adorei as marchinhas, muito bom mesmo.

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Festa mais popular do Planeta
    mas não curto o famoso Carnaval brasileiro
    Acho um desperdício de dinheiro com as alegorias, mas éste é o nosso Brasil. Cuturalmente rico e todos tem seu espaço para manisfestar sua alegria.
    Parabéns pelo seu relato. Até parece que eu estava com vc, amiga
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Sissiy,
    Bacana seu "depoimento" . Para quem ler (para mim ! ) da um certo alivio e esperança de vermos nossas cidades mais humana e consequentemente mais feliz.
    Bjs
    Eninha
    AH! Gostou do Lobisomem ? É bom ?!
    (Depois eu volto )

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sissym, que bom que está aproveitando o carnaval de uma forma proveitosa e salutar. Gostei muito da sua crônica carnavalesca.
    Um abraço
    João

    ResponderExcluir
  6. nao gastei nada com a minha fantasia.
    ahahaha

    ResponderExcluir
  7. Fiquei com inveja. Eu que sou do Rio, pelas bandas de Bota, pe peguei fazendo todo o trajeto...e matando as saudades.
    Só me restou o Pacotão (bem animado)
    Belo post. É isso aí, democracia também nas escolhas de laser.
    Grane beijo.

    ResponderExcluir
  8. Pelo visto vc se distraiu muito nesse carnaval. Que bom. Eu fugi dessa futilidade toda e fui fazer caminhada ecológica no jardim botânico com a minha prima. Só o barulho da água e dos pássaros, muito bom.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom sair com os amigos.
    Gostei do texto, e vivi tudo o que escreveu em minha imaginação.
    Obrigado pelo passeio.
    ;)
    Abraço

    ResponderExcluir
  10. Que bacana...Me senti aí no meio do povo contigo, valeu!
    Abração do compadre.

    ResponderExcluir
  11. Olá querida Sis,

    Que nos dera se todos (ou a maioria) curtisse o carnaval de rua como descrito por você. Eu até fiz um post sobre os motivos de não gostar do carnaval. Mas fico muito feliz em saber que você conseguiu observar uma lado muito positivo de toda essa festa.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Olá Sissy,

    Não curto carnaval, mas estes blocos parecem ser animados, com as marchinhas antigas são a alma do "verdadeiro" carnaval...

    Mas que bom que tu teve uma experiência diferente..

    Abraço

    ResponderExcluir
  13. Oi Sissy
    nesse calorão os ônibus do metrô são um paraíso. Muito melhores que os trens lotados do Metrô. domingo fui a Ipanema e me arrependi de ter pego o metrô, lotado e sem ar condicionado.
    enfim, é o carnaval.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. My darling Sissy, I was awoken to the sounds of Carnaval here in California yesterday morning,(thanks to you!). After I figured out what it was, (kkkkkkk), I realized what a treat it was to hear the wonderful sounds of the revelers and the music - so strong! Thank you for the wake up call and sharing your experience! Love, Craig

    ResponderExcluir
  15. Craig, That is true. I woke you! I knew they were 6 hours apart.

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada