Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

É assombração! ..........

Eu ia colocar o título assim "Procuro Dr. Dolittle". Mas não podia deixar em branco uma brincadeira do passado, afinal muitas vezes o João Assis falava isso para mim nos bate-papos do MSN.

Cada coisa a seu tempo: por que preciso de um doutor para minha gatinha Lôla (muitos já conhecem a fofura peluda)? preciso de um divã para ela e nem sei se desse assunto o Nuzzi ou a Bia entendem... talvez a Rita Costa ou a Sandra Bolico que adoram bichanos.

É bastante interessante perceber os sentimentos dela. Como tenho guarda-compartilhada, há meses vejo a atitude dela semana sim e não. Por mais que ela me ame e me considere sua propriedade (folgada mesmo), a presença da irmã dela humana faz muita falta, até na hora de apertá-la é diferente do meu apertão! Tipo abraço no bicho de pelúcia.

Para quem não curte, ela é igual a um cachorro, só não late e não sai de coleira. Ela dá sinal na porta, participa, gosta de colo, carinho, banho, brinca e m u i t o, acho que mais do que um cachorro. Ela joga futebol acrobático com os ratinhos barulhentos dela. E toda vez que eu deito um pouco ou mesmo quando já estive doente, ela vem me olhar a cada 10 minutos, mais ou menos, ou seja, toma conta. Estou protegida então. Ah... e foi quem mais adorou a árvore de Natal aqui de casa! Chegou a ficar depressiva quando eu retirei, mordia a caixa para evitar que eu guardasse, nem mesmo dando umas bolinhas a acalmou.

Ela hoje já está tão chororó quanto eu e fica quietinha até a volta da irmã humana. Eu dou muito colo. Todo dia dou bom dia e boa noite. Dou tantos beijos e puff puff puff, já sabem, os pêlos na boca... Quando é o dia que minha filha volta, eu digo à Lôla: -"a Laura volta hoje". Pronto, ela começa a ficar sapeca e na semana que estamos nós três juntas, as duas não sabem como chamar mais atenção, é uma loucura, parece ter uma batalhão aqui em casa!

Mas voltando ao É ASSOMBRAÇÃO.... eu ficava aqui escrevendo patati-patatá no msn e de repente dizia que ouvia um barulho, ou qualquer outra coisa misteriosa. Lá vinha João Assis "é assombração". Algumas vezes ele perguntava "-pisou no rabo da gata hoje?". Sim, gente, fazer o que? Ela fica entre minhas pernas e resolve ficar com aquele rabão peludo sempre estacionado nos lugares mais estreitos da casa... Só que a turma do Scooby Doo não foi capaz de desvendar o mistério misterioso: quem abria as portas emperradas dos armários de minha casa?

Um dia, sentada no chão do quarto de minha filha, jogando com ela, eu pedi silêncio (é a mesma coisa de dizer "filha morrar de rir"): a Lôla estava lá mentendo a patinha por baixo da porta do armário velho, fazendo musculação aplicada! Depois de umas 10 tentativas conseguiu abrir. Olhou, olhou e olhou e não entrou. Ao menos podia aprender a fechar a porta! Isso não consegui ensinar... Então o caso do barulho de porta rangendo durante as madrugadas foi solucionado.

Cinco minutos antes de escrever esta matéria ela olhava pensativamente o meu armário aberto com 04 gavetas fechadas. Eu acredito que ela ficou analisando, fazendo contas de física, para tentar abri a última gaveta. Talvez o anjo da guarda dela tenha dito -"esqueça, menina, este está fora de questão".

Se qualquer hora eu ver uma gaveta aberta, não ficarei mais pensando se tem outro fantasma em casa (aqui tem alguns que não vemos, talvez o Saci), ela será a primeira suspeita do crime perfeito.

Pois é Patchulla, os meus passarinhos fofos estão no céu com São Francisco, mas hoje eu tenho aqui alguém capaz também de fazer com que eu componha algumas frases exclusivas para ela. Creio que somos felizes, conseguimos ver com simplicidade beleza em criaturas divinas que nada cobram da gente.




au revoir les amis

Era apenas uma janela que piscava
nem imaginava que lugar era aquele
bastou um clique e ele indicava
notícias e "autoridades" ao leme

Eu fiquei muito encantada
me reconheciam pelo nome
e a navegação era alternada
com madrugadas pelo MSN

Só que eu notei rapidamente
que embora fizesse amizade
a palavra podia ser diferente
do sentido da cumplicidade

Muito diz que me diz
picuinhas sem fim
o que mais era importante
ninguém estava a fim

Entrei somente para diversão
relembrei minha capacidade
chamei então muita atenção
por pensar com simplicidade

Muitos gostam outros não
acabamos entre opinião
mostrar um pouco do coração
e outros perdem a razão

Tenho dificuldades de colocar
os meus pés em terras alheias
para mal me intepretar vou recuar
e fiquem para lá todas as besteiras

Assim, um a um acaba sabendo
que o mundo do conhecimento
tem asas e palpita escrevendo
a liberdade do pensamento

aur revoir, prefiro a solidão
do que ficar de lero-lero
cair na boca do mundão
isso certamente eu não quero

quem desejar me abraçar
com carinho retribuirei
estarei lá no meu lugar
e não mais reclamarei.

(por Sissy Mascarenhas)

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

... velas incendeiam os mares da vida...

Era assim, num dia iluminado
deslizou em águas calmas
com vento leve e delicado
acolhia todas as almas

Era assim, num momento
onde o infinito tocada o mar
não era nenhum tormento
para de voce eu me lembrar

Era assim, num azul sem fim
sacudindo levemente as velas
parecia falarem doce para mim
mas você foi e deixou sequelas

Era assim, num veleiro suntuoso
onde só entravam os escolhidos
porque na verdade era presunçoso
e meus sentimentos foram tolhidos

Então, lá longe você esticou seu braço
e acenou, não era para me dizer "olá"
jamais receberia o prometido abraço
frisou ser um homem livre e ocupado.

Então ao som do mar e do vento, ouvi:
..."sua vida não me concerne"...

As gaivotas emudeceram e o som abafou
Fitei amarguradamente o azul do céu
O mar não estremeceu tão pouco chorou
O que dizer se você nunca esmoreceu...

Ah... aquele coração duro e de falso amor
Ele ronda os mares sociais e gélidos
Sem se importar com ondas de rancor
E maremotos de humor pérfidos.

(por Sissym)

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Vamos refletir com Einstein!





"O mundo é um lugar perigoso de se viver,
não por causa daqueles que fazem o mal,
mas sim por causa daqueles que observam
e deixam o mal acontecer. "


Albert Einstein

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Infância conturbada












Nesta tarde ensolarada
o meu coração dispara
é ela, minha querida
que me olha pela vidraça.

Nos lindos olhos de menina
cinza azulados brilham
a dúvida neles germina
e as lágrimas brotam.

Fui visitá-la na escola
entre alegria e glória
o meu coração assola
nossa triste história.

Olho profundamente
porém nada vejo
algo está diferente
sinal de relampejo.

Não aceita seus brioches
embora sejam seus prediletos
não foi por deboche
mas não pode levar objetos.

Livros, sonhos ou brinquedos
nada deles ela tem direito
a levá-los corre todo o risco
de encontrá-los no lixo.

Numa guerra-fria unilateral
meu coração perde esperança
não se cumpre a lei universal
dos direitos de uma criança.

Corro varas em vão
suplico sem encontrar
justiça nem compaixão
o tempo passa aniquilar.

A infância perde então leveza
porque magoas tem o espírito
tolindo o destino de sua beleza
de um futuro prometido.

(de Sissym, mãe)

o Mar e Eu e o Mar












Há quantos anos eu
me deleito a fitá-lo?
Seu som provocante
outras ensurdecedor

E se ao acaso apareceu
como não admirá-lo?
As espumas borbulhantes
tamanho esplendor

Pois na condução
eu sempre me coloco
diante do seu lado
para viajar na emoção

Faça sol ou chuva
toda sua grandeza
retorce na curva
desta fortaleza

Indomável e apreciável
Azul ou cinza
Calmo ou agitado
lindo ou abominável

Eu me perco no pensamento
mergulho na água crespa
reparo no toque do firmamento
alinha-se na profundeza

O dourado do sol lhe queima
o prateado da lua ilumina
portanto é lá que eu me perco
onde minha alma se afina


(por Sissym)

domingo, 15 de fevereiro de 2009

sem Sombras nem Assombração


Como podem lindas palavras
tornam-se pesadelos?
Se estas não foram lavradas
nem em pensamentos?

Digam-me como pode ser
um conto virtual acontecer
do nada se pôs ao amanhecer
e morto antes do anoitecer?

Pois eu nada temo, não sou sombra
não há tempo, porque sou claridade
repugno sua vaidade, não assombra
porque sou pura e realidade


(por Sissym)

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

... de um coração que ficou ...

Feliz... Gonzaguinha

" 300 " um filme que eu gosto



Quando assisti "300" fiquei extasiada. Porque eu tinha impressão de estar vendo um daqueles gibis que meus primos adoravam ler quando mais jovens:estilo Marvel( O Universo Marvel é um mundo fictício onde histórias em quadrinhos são narradas e publicadas pela editora estadunidense Marvel Comics).

300 é um filme com vários estilos cinematográficos, evidencia-se a animação ao estilo de uma banda desenhada. Frank Miller se inspirou na verdadeira Batalha de Termópilas, ocorrida na Grécia, para escrever “Os 300 de Esparta”. Miller conheceu a história quando criança. O filme foi rodado em 60 dias e grande parte do filme foi realizado com chroma key. O diretor e produtor do filme é Zack Snyder. Frank Miller é o produtor executivo e consultor. Ele foi totalmente filmado com cenas 3D. 300 passa a imagem da liberadde dos gregos antigo e de como era importante a união e a garra, para que um pequeno exérvito de 300 homens pudesse enfrentar dezenas de milhares de guerreiros do escravocrata.


As cenas de batalhas são geralmente fortes, mas muito caricatural, é a marca visual. A música "Breaking Benjamin - Blow me away" não é do filme, foi adaptada no Youtube, porém é criativa.



quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Marcas


O meu puro coração
que outrora acreditou
na palavra e paixão
jamais negou
atenção
e todos acompanhou.
Compadece porque:
foi guiada
para o escuro,
largada,
para ser esquecida
de forma obscura.
E lembra que:
um dia foi
referenciada
e estimada.
Sente-se agora,
usada e encostada
como boneca de seda.

Olho o horizonte
e respiro
observo atrás
e suspiro
porque fui apenas
capaz
de deixar singelas
pegadas nesta vida.

(Sissym)

... Vazio ...

Eco...
retumbante nas paredes.
e no teto.
As horas passam
não consigo mais dormir.
Promessas...
Por que promete,
se jamais vai cumprir?
Por que floreia
sonhos e poemas?
Confude e gazeteia
provocantes problemas.
Surge um gigante!
assola...
vai-se embora...
é marcante!
é gritante!
Deixa sombra
nas paredes
e no teto.
E assombra...

(Sissym)

domingo, 8 de fevereiro de 2009

O Mais-Que-Perfeito

Ah, quem me dera ir-me
Contigo agora
para um horizonte firme
(comum embora...)
Ah, quem me dera ir-me!!!

Ah, quem me dera amar-te
Sem mais ciúmes
De alguém em algum lugar
Que não presumes...
Ah, quem me dera amar-te

Ah, quem me dera ver-te
Sempre a meu lado
Sem precisar dizer-te
Jamais: cuidado...
Ah, quem me dera ver-te

Ah, quem me dera ter-te
Como um lugar
Plantado num chão verde
Para eu morar-te
morar-te até morrer-te...

(Vinicius de Moraes)

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Better in Time



(enquanto estiver disponível no youtube...)

It's been the longest winter without you
I didn't know where to turn to
See somehow I can't forget you
After all that we've been through

Going coming thought I heard a knock
Who's there no one
Thinking that I deserve it
Now I realise that I really didn't know
If you didn't notice you mean everything
Quickly I'm learning to love again
All I know is I'm gon' be ok

[Chorus:]
Thought I couldn't live without you
It's gonna hurt when it heals too
It'll all get better in time
And even though I really love you
I'm gonna smile cause I deserve to
It'll all get better in time

I couldn't turn on the TV
Without something there to remind me
Was it all that easy
To just put aside your feelings

If I'm dreaming don't wanna laugh
Hurt my feelings but that's the path
I believe in
And I know that time will heal it
If you didn't notice boy you meant everything
Quickly I'm learning to love again
All I know is I'm gon' be ok

[Chorus:]
Thought I couldn't live without you
It's gonna hurt when it heals too
It'll all get better in time
And even though I really love you
I'm gonna smile cause I deserve to
It'll all get better in time

Since there's no more you and me
It's time I let you go
So I can be free
And live my life how it should be
No matter how hard it is I'll be fine without you
Yes I will

[Chorus: X2]
Thought I couldn't live without you
It's gonna hurt when it heals too
It'll all get better in time
And even though I really love you
I'm gonna smile cause I deserve to
It'll all get better in time

Orgulho e Preconceito

O que falar? Nada. Os minutos preciosos desta maravilhosa cena expressam toda a intenção de Orgulho e Preconceito, não no sentido da revelação do amor, mas naquilo que é capaz de separar as pessoas e vilipendiar, ferido-as. Depende o que desejam para o futuro e então reparar.


Ato Selado


Confesso.
Eu tenho um problema sério:
Promessas.
Promessa é algo a cumprir.
Promessa é a palavra.
Promessa é o ato.

Isso não é poesia, nem poema, sim reflexão.

"
Se tu vens as quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz" Antonie de Saint-Exupèry

Prometo sorrir.
Prometo não chorar.
Prometo falar.
Prometo ficar quieta.

Resiliente.
Eloquente.

Prometo comer menos carboidratos.
Prometo comer menos doces.
Prometo não ter vícios.
Ter força de vontade.

Prometo começar atividade física.
A qualquer dia em qualquer lugar.
A qualquer instante.
Sem divagar.

Prometo agir sem constrangimento.
Prometo ser fiel ao meu pensamento.

Prometo amar incondicionalmente.
Prometo doar-me à justa causa.
Prometo ser gentil naturalmente.
Prometo ser sua melhor amiga.

Prometo dormir mais cedo.
Prometo espantar a preguiça.

Quantas promessas podemos colocar aqui?
Quantas esqueci ou esquecemos?

O fato é que promesssas
amarram pensamentos
aprisionam sentimentos
tornam as horas escassas.

Antes de prometer qualquer coisa a alguém,
não importa a idade que esta tem,
pense:
pode ser que você encontre uma pessoa real,
pessoa esta que dê valor à honra e seja leal.

Transmita a palavra com dignidade.
Cumpra ou simplesmente use de humildade,
Saiba que a sinceridade
de uma desculpa apoiada na verdade
possa não ferir preciosa amizade.

Algumas pessoas ainda seguem tradições,
que não apreciam contradições.
Antes de fazer uma promessa,
ponha a mão na testa,
e não coloque limitações
à beça.


"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos".
Antonie de Saint-Exupèry


(
Sissym)

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Duas Fases

Rompantes virtuais
sentimentos quase canibais
Tomam na obscuridade dois pólos
como elementos essenciais.
Cada um pede colo
Cada um quer um amor
Que desabonador...
Promessas, juras, alegrias
passam os dias
e toda a euforia
desaba.
No mundo virtual
fala-se com mais
é demais
querer demais
tudo é casual
tudo é sensual
tudo é passional.
No sonho do amor eterno
No sonho do sorriso sem dor
É possível um final feliz
É possível um final inspirável.
Louvável. Questionável.
E também amador,
indócil, insonhável,
e amargurável.
Total esta ambivalência
num único mergulho
de conotação virtual.
Então, volto ao ponto de partida
estou novamente sofrida
sonhando, divagando,
sem rumo, sozinha
sem nenhuma companhia,
num mundo de despedida.

(Sissym)

Passagem

Quando eu partir, lamento dizer
somente eu verei o céu azul naquele instante
Quando eu partir, para meu prazer
ouvirei os pássaros alegremente
as pétalas das flores deitadas solenemente
Quando eu partir, lamento dizer
que aqui o céu vai escurecer
e depois, como lágrimas, vai chover
os pássaros ficarão mudos
e todo sentimento outrora imundo
não fará mais parte do meu mundo
Porque,
Quando eu partir, lamento dizer
ficarei lá, do outro lado
do outro lado do arco-íris
Não encontrarei nenhum tesouro
mas o maior sentimento
aquele que vale mais do que ouro
A PAZ..

(Sissym)