Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Campanha contra violência: alguém pede socorro!

Estimados amigos da blogosfera, eu tenho escrito alguns artigos sobre violência doméstica, violência contra animais, apoiado campanhas pertinentes.

Hoje, no Masquerade, numa postagem de 13 de maio de 2009, uma jovem de 15 anos fez um breve relato pedindo SOCORRO!

Vejam por favor a matéria e a carta anônima:



http://masquerade-sissym-blog.blogspot.com/2009/05/violencia-dos-pais.html

1) "Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Violência dos pais":

olá gostava de saber em que consiste este tipo de violencia,penso que sou vitima de algo parecido, o meu pai estame sempre a agredir verbalmente, ja me xegou a espancar se a minha mae n s puse-se a frente ele matava-me mas ai eu fiz asneira,agora estame sempre a berrar e a xamarme nomes e a dizer que me vai bater e ja me xegou a atirar com uma chave a cabeça em frente ao meu namorado...eu tenho 15 anos,sou obrigada a fazer tudo em casa para alem de estudar...ja pensei em fugir ...estou mesmo desesperada...que posso fazer??ajudem-me , ainda por cima temo pelo meu irmao que e uma criança--- "

2) "Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Violência dos pais":

*além disso sei de roubos que o meu pai ja cometeu e ele só se tornou tao violento quando saiu da prisao em março...pf ajudem-me "

Quem puder me dar idéia de como ajudar, agradeço. Provavelmente a jovem voltará a ler e quem sabe nós possamos encontrar uma solução para ela.

Se eu conseguir ajudar ela e o irmão, penso que estou no caminho certo para causas sociais. Através da comunicação e da união poderemos sim ajudar o próximo.

Eu não tive uma boa experiência pedindo socorro ao Conselho Tutelar do Rio de Janeiro, então, aceito propostas. Eles precisam ser recepcionados para que se sintam seguros do que irão fazer e enfrentar.

Escrevam neste artigo e, no outro postado anteriormente, recados, porque eu acredito que ela possa vir a ler novamente.

Por ora, solicito a Deus compaixão.

Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails Related Posts with Thumbnails

9 comentários:

  1. Oi, querida jovem, a você que escreveu esse desabafo e esse pedido de socorro, quero falar diretamente com o seu coração aflito.
    Só existe uma pessoa que pode quebrar essa corrente, e essa pessoa é você. Você deve estar se perguntando por que eu digo isso assim tão naturalmente, logo a voce que tem sofrido tanto nas mãos de um pai violento e rude.
    Eu quero lhe dizer por que... Você é uma pessoa abençoada por Deus, Ele te ama, como filha predileta e Lhe dará forças para vencer essa batalha.
    A primeira coisa a fazer é procurar o Conselho Tutelar de sua cidade ou o ministério público. Deve pedir abrigo ao estado para você e seu irmão, pedir que façam um acompanhamento psicológico com seu pai, pois, você mesma reconhece que a prisão lhe fez muito mal. Talvez ele tenha sido muito torturado por seus colegas de cela ou pelo próprio sistema. Precisa também de ajuda.
    Não tema estar "traindo" seu pai, ninguém vai pedir que deixe de amá lo apesar de tudo que ele tem feito. Ele também pode, deve e merece mudar, por você e por sua família.
    A única coisa que você não deve fazer é aceitar que essa situação se prolongue mais.Dê um basta. Mas, brigar com ele, desobedecê lo só o tornará mais agressivo com você e sua família.
    Eu tenho certeza de que uma garota de 15 anos como você, que está enxergando a violência, pode vencê la.
    Estarei torcendo por você. Se precisar conversar com alguém me adicione no msn xeniadamatta@hotmail.com eu estarei esperando para lhe orientar no que for possível.
    vai lá, a vitória espera por você.
    Fique com Deus.
    Bjux e sucesso nessa jornada.

    ResponderExcluir
  2. Sissy!
    Acho que a Xênia já disse tudo, mas como trabalhei com violência aconselho também o Conselho Tutelar. O pessoal irá fazer uma visita a casa da menina e até retirá-la de lá, se for necessário. Esse pai poderá ser afastado de casa e certamente deverá sofrer processo judicial.
    Agora, a mãe desse (a) adolescente deve entender que sua atitude para com o marido deve mudar radicalmente. Ela não pode ser conivente com os abusos. Se o marido a sustenta, o faz a que preço? Ela será capaz de ganhar seu próprio dinheiro longe do marido.
    Creio que é isso e que a(o) adolescente deve entender. È difícl sim, mas ele terá força, porque pior é a situação de maus-tratos em que vive. A ele tenho a dizer: força que estamos contigo!

    ResponderExcluir
  3. Realmente o conselho tutelar é a única opção no mmomento por se tratar de crianças, ou a delegacia de mulheres.
    tomara que vcs busquem ajuda, quem sabe um vizinho, uma professora, enfim alguém deve ouvir as brigas!!!

    Deus abençoe

    ResponderExcluir
  4. Minha jovem amiga, Voce realmente precisa de ajuda. Pelo que eu entendi você já procurou o Conselho Tutelar mas não obteve uma resposta satisfatória para resolver teu problema. É uma lástima que isso tenha acontecido! Quero te lembrar que a violência que você está sofrendo é CRIME e deve ser denunciado na Delegacia de Proteção á Criança e adolescente da sua cidade, ação que devia ter sido alavancada pelo Conselho Tutelar. Você também pode ligar para o número 100, que é uma linha telefônica do Governo federal, que é gratuita e atende o país inteiro, receebendo denúncias de crimes contra Crianças e Adolescentes (que é o seu caso). Denunciando através dessa linha telefônica (100), alguém do Governo Federal vai acionar as autoridades da sua cidade e provocar uma resposta adequada para teu caso. Eu aconselho você a denunciar nos dois lugares para garantir a fiscalização do seu atendimento. Sou Delegada de polícia aqui na minha cidade e conheci muitos casos parecidos com o seu.
    Beijos minha amiguinha,muito Boa Sorte e... Coragem, não desista!! Fica firme que a solução vai ao seu encontro logo logo após você denunciar. Beijos e Deus a abençoe!
    Parabéns às amigas acima que te deram excelentes orientações!

    ResponderExcluir
  5. concordo com a Xenia, ela disse tudo e não deixou mais nada a ser dito.
    abs

    ResponderExcluir
  6. ja alguem ouviu as discussoes ,o meu namorado ve a forma como meu pai me trata...

    ResponderExcluir
  7. obrigada...nao sei se repararam mas eu sou portuguesa e aqui em portugal...meu deus...infelismente ngm se preocupa...eu sei que e crime mas ngm quer saber... :'(

    ResponderExcluir
  8. Querida, eu me preocupo sim com você! Mesmo você sendo portuguesa, as leis de respeito a integridade física, moral e ética para com crianças e adolescentes é de âmbito internacional. Vou me informar sobre qual é o órgão responsável em seu país.
    Aguarde alguns instantes e jamais repita que ninguém se importa. Claro que se importam, acontece que algumas pessoas não tem iniciativa, não tomam atitudes. Você já procurou a orientadora educacional de seu colégio? Ou a Supervisora? Ou a Coordenadora de turno? Não sei como vocês tratam por aí esses profissionais, mas, saiba que a sua escola poderá lhe apoiar e muito, conte sua história ao diretor ou a um professor de sua confiança.
    e até que tudo se resolva desejo que Jesus lhe guarde nas palmas das mãos.
    BJux

    ResponderExcluir
  9. obrigada por tudo ...foram muito simpaticos e ajudaram-me muito, hoje pedi auxilio a minha professora de moral ...ela vai-me ajudar...obrigado por tudo e a todos, nunca vos vou esquecer, pois foi aqui que recorri em desespero...<3

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada