Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

domingo, 5 de abril de 2009

The song of the flowers










I am a kind word uttered and repeated
By the voice of Nature;
I am a star fallen from the
Blue tent upon the green carpet.

I am the daughter of the elements
With whom Winter conceived;
To whom Spring gave birth; I was
Reared in the lap of Summer and I
Slept in the bed of Autumn.

At dawn I unite with the breeze
To announce the coming of light;
At eventide I join the birds
In bidding the light farewell.

The plains are decorated with
My beautiful colors, and the air
Is scented with my fragrance.

As I embrace Slumber the eyes of
Night watch over me, and as I
Awaken I stare at the sun, which is
The only eye of the day.

I drink dew for wine, and hearken to
The voices of the birds, and dance
To the rhythmic swaying of the grass.

I am the lover's gift;
I am the wedding wreath;
I am the memory of a moment of happiness;
I am the last gift of the living to the dead;
I am a part of joy and a part of sorrow.

But I look up high to see only the light,
And never look down to see my shadow.
This is wisdom which man must learn.

Khalil Gibran (1883 a 1931)
De origem Libanesa, ele foi um ensaísta, prosador, poeta e pintor.
Suas obras literárias eram marcadas pelo misticismo oriental.
Seus escritos de profunda e simples beleza e espiritualidade,
alcançaram admiração em todo o mundo.

Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails Related Posts with Thumbnails

Um comentário:

  1. Lindo poema, Sissy.
    Deixo aqui também esta minha colaboração:

    Vim para dizer uma palavra e devo dizê-la agora. Mas se a morte me impedir, ela será dita pelo amanhã, porque o amanhã nunca deixa segredos no livro da Eternidade. Vim para viver na glória do Amor e na luz da Beleza, que são reflexos de Deus.

    Estou aqui, vivendo, e não me podem extrair o usufruto da vida porque, através da minha palavra atuante, sobreviverei mesmo após a morte. Vim aqui para ser por todos e com todos, e o que faço hoje na minha solidão ecoará amanhã entre todos os homens.

    O que digo hoje com apenas meu coração será dito amanhã por milhares de corações.

    ~ Gibran Kahlil Gibran ~

    Bjssss

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada