Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

sábado, 14 de março de 2009

Quem mente mais?

O ser humano mente. Todos mentem. Mentimos desde a infância, sejam homens ou mulheres. Mesmo após conversarmos a respeito, haverão divergências, opiniões contrárias, porque tido depende de como fomos criados e vivemos.

Nós mentimos seja para obter um ganho ou para evitar uma dor. Muitos de nós mentimos sem sentir remorso ou mesmo desconforto. A mentira não é tão fácil assim de ser escondida, poderá ser desmascarada através de sinais de comportamento.

Há momentos que a mentira é mais uma omissão do que a intenção de magoar ou infringir uma regra.

Estudos de psicólogos apontam mais de um tipo de mentira, a saber:

1) Benéfica: com intenção de fazer bem. Exemplo do médico ao evitar de dizer no leito de morte que não há esperança; de resgates onde existem vítimas e no momento não declaram os mortos para não piorar a situação.
2) Branda: para evitar que uma verdade árdua seja sentida como insulto, ela se estabelece para um melhor convívio social.
3) Maliciosa: para se obter vantagens e por motivos de vingança.
4) Dolosa: o nome já demonstra ser a mais grave. Há intenção real de fazer mal em benefício próprio. Ela tem duas características distintas: ocultação e falsificação.

As duas últimas citadas são movidas por competição em alguns casos.

Existem aqueles que são mentirosos naturais, eles tem capacidade de enganar e trazem este vício desde pequenos. Devem ter sido motivados pelos próprios pais, para evitarem severas punições. E os não-naturais que desde a infância não conseguiam de fato enganarem por serem facilmente descobertos.

As pessoas costumam afirmar que gostam da verdade, as o que realmente desejam é poder acreditar que gostam da verdade.

Mas quem mente mais, o homem ou a mulher?

Experiências científicas demonstraram que ambos mentem na mesma proporção. As mulheres mentem para fazer com que outros se sintam melhores e os homens com a finalidade de se exibirem. As mulheres tentam manter seus relacionamentos e tem dificuldades de esconder seus sentimentos. Já os homens mentem para se afirmarem e evitarem discussões indesejadas.

Os homens sentem dificuldades para mentir porque sabem que podem ser facilmente apanhados. Sempre é melhor evitar mentir olhando no rosto, usem o telefone. Já as mulheres, segundo estudos, conseguem mentir naturalmente na cara deles. Exames como ressonância magnética revelaram que o cérebro de cada um age de maneira diferente para mentir e para perceber uma mentira. Acreditam que a sensibilidade da mulher está na defesa contra estranhos e defender seus filhos. Até mesmo em animais é possível observar a fêmea atenta á sua ninhada. Capaz de identificar sua prole e sentir o perigo por perto. Então será amistosa ou perigosa.

Dizem que a mulher tem vários canais cerebrais e o homem não, no sentido de fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo. Talvez seja isso que ela preste atenção ao que se fala e gesticula ao mesmo tempo. Já o homem recebe informações uma de cada vez deixando passar alguns sinais corporais.

Saindo da literatura, parti para entrevistas. Conversei com 05 mães de casais, vizinhas e amigas. Desejava saber se elas percebiam as diferenças entre eles para dar mais embasamento ao texto apresentado, visto que a mentira começa em tenra idade:

Joana, 42 anos, mãe de Pedro (11) e Giovana (7): Ele é mais sério nas conversas, as poucas vezes que o peguei mentindo fica constrangido e pede desculpas. As mentiras dele foram bobas, nada que pudesse ferir ou comprometer. Ela também não é muito de mentir, mas gosta de enrolar, e vendo que ultrapassou o limite jamais pede desculpas.

Gilsa, 51 anos, mãe de 3 homens (20, 22, 25) e 1 adolescente (16): A filha é a mais amiga, que menos mente, ela reconhece através do olhar dela quando há meia verdade. Dos 3 filhos, somente um deles que mente descaradamente (não importa o teor, seja onde esteve, com quem, notas, especialmente mente para as mulheres...), os outros dois diz que são mentiras sociais e aceitas.

Suely, 38 anos, mãe de Fabiana (16) e André (15): O rapaz nunca lhe deu problemas, sempre responsável e confiável, as poucas vezes que pegou mentindo foi para evitar constrangimentos. Já a filha mente mais, na infância parecia contadora de histórias para "boi dormir", na adolescência ela apronta com as amigas, não gosta de dizer o que faz. Mas acredita que é só para preservar sua individualidade.

Adriana, 38 anos, mãe de Rodrigo (13) e Julia (9): Ele é um "enrolão"! As mentiras são estúpidas, desnecessárias, já até passou por psicólogas, mas talvez seja uma característica dele que tem dificuldade de modificar. A filha é tranquila neste assunto e suas mentiras qualifica como sociais.

Marise, 43 anos, mãe de Hugo (17) e Duda (14): Com a mãe ele é "um santo", mas que já ouviu pelo telefone o que é capaz de inventar para as namoradas (teve época que estava com mais de 2 "ficantes" ao mesmo tempo). Disse ter pena delas! E a filha é meio dissimulada, mas nada comprometedor.

Para finalizar, um conselho aos homens: quer mentir? Não percam tempo contando mentiras cara-a-cara! Se é necessário então usem o telefone ou enviem um e-mail! Sabem por que?
As mulheres tem maior capacidade de descobrir mentiras como também podem guardá-las para usá-las em futuras discussões. Evitem! ( por Sissym )

Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails Related Posts with Thumbnails

Um comentário:

  1. oi,
    Gostei do artigo, muito original.
    Todo o mundo mente, mentiras insignificantes ou não, na vida há sempre um momento em que se mente, baseado em alguma coisa.

    Tenho um artigo que você deve gostar.
    Título: Lista das 10 mentiras mais usadas pelas mulheres

    Link: http://utilnet.blogspot.com/2009/03/lista-das-10-mentiras-mais-usadas-pelas.html

    Abraço,
    Miguel (Utilnet)
    http://utilnet.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada