Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

terça-feira, 24 de março de 2009

Natureza em fúria


Eu me lembro quando criança de brincar nas dunas de Arraial do Cabo, Estado do Rio de Janeiro, como era bom rolar naquela areia branquinha, algumas vezes escaldante... Eu, ainda pequena, corria atrás de meu primo e com ele fazíamos altas aventuras, fingíamos estar no Deserto do Saara... pedíamos até socorro e procurávamos um oásis (ele era mais doidinho do que eu, eu era aprendiz dele).

Eu também me lembro de quando um leve vento fazia com que coméssemos muita areia ou a pista da rodovia era tomada e ficava interditada.

Agora vou girar e sair daqui, venham junto...

Lembremos do que aconteceu no Oceano Índico em 26 de dezembro de 2004, sim das tristes cenas e estragos causados pela tsunami, mas sobretudo do poder do mar. Contudo, não vou entrar em detalhes neste assunto! Todos já o conhecem.

Pois eu vi nesta semana, numa revista, um outro tipo de tsunami que é de areia, por isso me lembrei do passado e imagino o quanto o fenômeno foi terrível. Aconteceu no último dia 09 de março de 2009. A Capital da Arábia, Riad, foi envolvida por uma tempestade colossal. Atrapalhou a vida de todos os moradores. O que assustou foi a proporção deste fenômeno, provavelmente uma das maiores tsunamis de areia.

Regressando ao passado, precisamente em 11 de setembro de 2001, em New York - USA, quando os prédios do World Trade Center caíram, voces lembram da fumaça misturada com poeira esbranquiçada e outros materiais? Aquela cena não me sai da cabeça, nem de ninguém, fiquei imaginando o quanto todos engoliram aquilo, respiraram, afora ter entrado pelos vidros e portas residenciais e comerciais. Quem já teve experiência com fogo sabe que a foligem gruda e não sai tão facilmente assim, além das narinas ficarem pretas por dentro.

Pois é, a cidade árabe assim foi tomada. É a natureza em fúria. E nós seres humanos temos parcela de culpa de toda mudança climática mundial. Precisamos mudar de atitude e rezar para que dias melhores superem nossos erros ainda presentes.

(por Sissym)

Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails Related Posts with Thumbnails

5 comentários:

  1. Por mais que tentamos evitar os "desastres da natureza", como muitos chamos, nunca conseguirimos evitá-los, pois ela sempre arranja um jeiro de "corrigir" aquilo que mudamos com o passar do tempo.

    ResponderExcluir
  2. Olá Fadinha!
    O ser humano é o único ser vivo e "inteligente" que preda o seu próprio lar, o que me preocupa ~´e o que vai restar para aqueles que ainda nem viera?
    Temos que insistir, colocar a boca no mundo, escrever sem parar, fazer mais que a nossa parte, se desejamos reconstruir o que estamos destruindo.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Estamos todos fadados e corrigir e tentar recuperar aquilo que nossos antepassados degradaram. A natureza está nos devolvendo os cuidados que damos a ela, se tivessemos preservado hoje teriamos lindas florestas e campos onde poderiamos estar passeando... Mas ao contrário disso degradamos nosso lar e ele está nem digo devolvendo, está apenas tentando recuperar aquilo que foi tirado dele...
    É a famosa lei da ação e reação, fisemos a noça ação e o mundo está devolvendo em reação!

    ResponderExcluir
  4. Nossa parcela de culpa é bem grande. Lembro da minha cidade que era conhecida como terra da garoa. Garoa esta que hoje em dia aparece raramente. Fora a questão da temperatura. Nunca fez tanto calor em São Paulo. Cada ano que passa os recordes são batidos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. euzinha aqui de Santa Catarina sabe muito bem o que é sentir essa fúria...
    carinhos...

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada