Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

sábado, 7 de março de 2009

Entremanhã












Observei as águas calmas

batendo num descompasso
imaginava e fazia ressalvas
do borbulho na entremanhã

Pairavam longe das almas
recebendo fresco abraço
respingava e fazia voltas
as ondas daquela manhã

Eu notei a silhueta na rocha
do mar dançando vai e volta
as gaivotas voavam livremente
plainando sob águas serenas

Estava na janela pouco mocha
percorrendo meus olhos na rota
as águas ritmavam continuamente
batendo sobre pedras claras

(por Sissym)

Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails Related Posts with Thumbnails

3 comentários:

  1. Ah, o mar, água... tudo tão simbólico! Gostei, até mesmo os versos têm um ritmo de ondas...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns poetisa.Lindas imagens em verso
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Oi moça

    Parabéns, gostei muito, principalmente do ritmo.

    Beijão.

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada